quinta, 24 de janeiro de 2019
Religião
Compartilhar:

Fiéis católicos comemoram o dia de Corpus Christi

Aline Martins e Katiana Ramos / 01 de junho de 2018
Foto: Rafael Passos
A Procissão de Corpus Christi, realizada na tarde dessa quinta-feira (31) em João Pessoa e em Campina Grande, reuniu centenas de fieis católicos para celebrar a instituição da Eucaristia, um dos sacramentos católicos que representa o sacrifício de Jesus Cristo. A crucificação e morte de Cristo e a ressurreição dele, como narra a Bíblia, foi o ponto destacado pelo arcebispo metropolitano da Paraíba, Dom Manoel Delson.

Na Capital, os cristãos católicos se concentraram na igreja de Nossa Senhora de Lourdes e partiram em caminhada pelas principais ruas da cidade em direção à Basílica de Nossa Senhora das Neves, onde foi realizada uma missa. Durante a celebração, o arcebispo Dom Delson lembrou o quanto a data é especial para os católicos e simboliza também a presença constante de Cristo na vida de quem nele crê. “O milagre da Eucaristia é muito especial. Devemos lembrar que Deus quis estar presente no pão e no vinho consagrados. Se Deus quis ficar conosco, presente na nossa vida, é porque ele quer participar da dela. Por isso, ele permanece conosco e, para Ele, nada é impossível”, declarou.

O servidor Allyson Sales estava entre os fieis que acompanhou a procissão na capital. Ato, segundo ele, que é repetido desde criança.

“Sempre venho. Faça chuva ou faça sol. Para mim, é um dos momentos mais importantes da igreja durante o ano. Então, faço questão de participar”, disse.

Em Campina Grande, a procissão aconteceu pelas principais ruas do Centro da cidade e terminou com a benção do Santíssimo, na Praça da Catedral de Nossa Senhora da Conceição.

Tradição dos tapetes

Para os cristãos católicos, o dia de Corpus Christi é um momento de meditação e adoração ao Santíssimo Sacramento da Eucaristia. Além das missas e das procissões realizadas em várias paróquias do Estado, outra tradição é a montagem de tapetes, feitos com serragem, sal, pedras e borras de café desenhado com os símbolos eucarísticos.

Uma das paróquias que confecciona os tapetes de Corpus Christi é a São Francisco de Assis, em Mangabeira VII, em João Pessoa. O padre Francisco de Assis explicou que o tapete é uma tradição de origem portuguesa trazida ao Brasil por Portugal. Este ano, infelizmente, o tapete não foi conbfeccionado.

Relacionadas