terça, 16 de julho de 2019
Política
Compartilhar:

Veneziano defende candidatura do bloco de João Azevêdo à PMCG

André Gomes / 06 de abril de 2019
Foto: Nalva Figueiredo
O senador Veneziano Vital do Rêgo (PSB) defendeu ontem, durante entrevista ao programa Correio Debate, da 98 FM, que o bloco comandado pelo governador João Azevêdo (PSB) deverá ter candidatura a prefeito de Campina Grande no próximo ano. Segundo o senador, a escolha do nome será feita por meio de alguns critérios como melhor posição nas pesquisas, vontade de disputar e que acredite no projeto.

O senador revelou que tem vontade de concorrer novamente a prefeitura, mas garantiu que não colocará seu nome a disposição, mesmo que seja para enfrentar o ex-senador Cássio Cunha Lima (PSDB). “Eu tenho vontade de voltar a administrar para concluir a duas grandes obras. A do Centro Administrativo Municipal e a urbanização da Feira Central”, afirmou.

Veneziano também chegou a citar alguns nomes que podem entrar na disputa como o da mulher Ana Cláudia Vital; do deputado estadual, Inácio Falcão, e o da vice-governadora, Lígia Feliciano. Questionado sobre a possibilidade do deputado Manoel Ludgério (PSD) ser o nome do grupo, o socialista descartou. “Não é um nome porque não faz parte do grupo. O deputado disse que mantém uma posição independente”, disse.

Para Veneziano, é preciso reaver a potencialidade administrativa da cidade. “Campina Grande não pode ficar a mercê de uma administração que tem uma obra que jamais é entregue, como é o caso do conjunto habitacional Aloísio Campus. Durante o processo eleitoral, o que vai ser confrontado é o modelo de gestão”, antecipou.

Sobre a Operação Calvário que levou para cadeia a ex-secretária estadual da Administração, Livênia Farias, o senador se ateve a dizer que deve-se dar o direito de defesa a todos os citados e que o governador João Azevêdo está tratando do assunto da forma correta. “A única recomendação é a que o governador já está seguindo, que é a de trabalhar, executar, realizar. Quem foi questionado tem o direito a defesa e é isso que temos que preservar”, resumiu.

Sobre a programação do Maior São João do Mundo divulgada pela Prefeitura de Campina Grande ontem, o senador disparou: “Pensei que era fevereiro”.

Relacionadas