quarta, 12 de maio de 2021

Política
Compartilhar:

Veneziano antecipa discurso que deve ser utilizado por João Azevêdo nos debates

André Gomes / 13 de julho de 2018
Foto: Nalva Figueiredo
O deputado federal e pré-candidato ao Senado, Veneziano Vital do Rêgo (PSB), disse ontem, durante entrevista ao programa Correio Debate, da 98 FM, que os pré-candidatos ao Governo do Estado pela oposição terão que enfrentar os “números de um projeto que mudou a Paraíba durante os debates com João Azevêdo”.

“A oposição terá que enfrentar a candidatura de João com números e não terão como contestar. Esse governo tem como principal meta o desenvolvimento da Paraíba e o governador Ricardo Coutinho (PSB) tem conseguido isso. Hoje somos um dos poucos estados equilibrados financeiramente graças a responsabilidade e cuidado que o governador tem com o dinheiro público. E ainda tem as obras realizadas por todo o Estado”, destacou o deputado.

Sobre uma possível composição com o Progressistas e ter a deputada Daniella Ribeiro como companheira de chapa, Veneziano disse que seria boa a composição. Ele disse que não guarda mágoa ou ressentimentos por oposições feitas pelo grupo dos Ribeiro em Campina Grande, quando era prefeito.

“Não guardo ressentimento de quem quer que seja. Nós já estivemos juntos ao grupo de Enivaldo Ribeiro durante várias eleições em Campina Grande. Não existem inimizades e indisposições que possam causar um mal estar com o Progressistas. Se quiser compor com o PSB será muito bem vindo”, afirmou o pré-candidato.

Veneziano disse ainda que se não for o Progressistas, qualquer outra legenda é bem vinda na aliança se for para fortalecer o projeto de trabalho pela Paraíba. “Qualquer outro partido terá o apoio de Veneziano nessas condições, porque o projeto maior é eleger João Azevêdo”, adiantou.

O deputado também foi questionado sobre a vaga de vice-governador na chapa de João Azevêdo e se o nome do ex-senador Efraim Morais fortalecia a composição. Para Veneziano, o nome apresentado pelo Democratas é bom, mas que não caberia a ele falar sobre o assunto. “Efraim soma na chapa, mas é uma decisão que depende de todos”, disse.

Relacionadas