quinta, 21 de janeiro de 2021

Política
Compartilhar:

Vai e vem já mexeu oito vezes no xadrez da ALPB

Mislene Santos / 25 de abril de 2016
Foto: Rafael Passos
Desde o início da atual legislatura, oito deputados estaduais se licenciaram dos cargos por motivo de saúde. Com isso, abriram espaço para os suplentes e modificaram o xadrez político na Assembleia Legislativa da Paraíba (ALPB), isto, porque alguns parlamentares da oposição abriram espaços para apoiadores do governo, que tem maioria na Casa. Atualmente, três parlamentares estão afastados. São eles: Tovar Correia Lima (PSDB), Ricardo Marcelo (PEN) e Janduy Carneiro (PTN).

O caso que mais chama atenção é o do ex-presidente da Assembleia, Ricardo Marcelo. Ele já tirou quatro licenças de 180 dias, ou seja, passou, praticamente, todo o mandato afastado da ALPB. Em seu lugar assumiu Antônio Mineral (PSDB) que tem grandes chances de passar os quatro anos de mandato como titular na casa legislativa.

Outro suplente que está sendo bastante beneficiado com as licenças dos deputados é Emano Santos (PTN). Ele assumiu a titularidade do mandado pela primeira vez com o afastamento de 180 dias de Genival Matias (PT do B). Quando se preparava para deixar a Casa foi agraciado com mais 180 dias de mandato, devido à impossibilidade de Janduhy Carneiro (PTN) continuar no cargo ocasionado por problemas respiratórios.

“Esta é uma grande oportunidade que estou tendo de trabalhar pela Paraíba, através do mandato que assumi. Eu agradeço muito a Deus e ao mais de 12 mil eleitores que depositaram a sua confiança em mim e espero estar respondendo as suas expectativas. O tempo que eu permanecer na Assembleia irei trabalharei, incessantemente, pelo nosso Estado e especialmente pela Grande Mandacaru e o meu Padre Zé”, declarou Emano Santos que integra a base do governo, enquanto Janduhy é pertence a bancada de oposição.

Outro suplente que veio fortalecer a base governista foi Jullys Roberto (PMDB). Ele assumiu o mandato em substituição a Tovar Correia Lima (PSDB). O tucano se licenciou para fazer uma cirurgia. Jullys, que já assumiu o mandato outras vezes, disse que irá manter a mesma postura adotada anteriormente. “Eu acompanho o governador Ricardo Coutinho na minha região,na minha cidade e aqui (na Assembleia) não será diferente”, afirmou o peemedebista.

Politicos tabela2

 

 

Relacionadas