segunda, 24 de junho de 2019
Política
Compartilhar:

Um ano depois, autor do impeachment de Dilma garante que decisão foi acertada

Francisco Varela Neto / 31 de agosto de 2017
Foto: Reprodução
Um dos autores do pedido de impeachment da ex-presidente Dilma Roussef, o jurista e ex-deputado Hélio Bicudo, afirmou nesta quinta-feira (31), um ano depois do acontecimento, que à época, a decisão sobre a retirada da presidente foi uma medida acertada. Na opinião dele, era a hora de uma mudança.

"Eu acho que o impeachment foi uma medida acertada porque os desmandos que a então presidente da República estava fazendo, era a ocasião de tentar uma situação melhor e o impeachment era a situação. Juridicamente aconselhável e que deveria proporcionar ao país um desenvolvimento social e político de acordo com as nossas possibilidades, mas não foi o que aconteceu", disse Bicudo em entrevista ao programa Correio Debate da Rádio Correio SAT/98 FM.

Bicudo foi filiado ao PT e um importante nome do partido durante a maior parte de sua carreira. Em 2015 uniu-se ao ex-ministro da Justiça, Miguel Reale Júnior, e a advogada Janaína Paschoal na elaboração do pedido de impeachment de Dilma Roussef que acabaria sendo aprovado pela Câmara e pelo Senado.

Políticos opinaram

Alguns representantes da classe política paraibana também comentaram sobre os rumos que o país tomou durante esse período. O deputado Wilson Filho (PTB-PB), por exemplo, disse que apesar da atual situação, a economia do país já conseguiu reagir um pouco, mas ainda não é o resultado esperado. Por outro lado, ele também lembrou que a atual crise política impede um melhor cenário. “O governo precisa trabalhar para que os resultados apareçam como se espera”, disse.

O também deputado federal, Benjamin Maranhão (SD-PB), Benjamin lembrou que à época não havia outro caminho a ser percorrido. “Naquela época, o desemprego já atingia milhões de brasileiros, e hoje o que estamos vivenciando uma crise prolongada”, afirmou.

Relacionadas