sexta, 18 de agosto de 2017
Política
Compartilhar:

Troca de legendas muda composição na Assembleia Legislativa

André Gomes / 22 de março de 2016
Foto: ALPB
A chamada janela partidária provocou a mudança de sigla de sete dos 36 deputados na Assembleia Legislativa da Paraíba (ALPB), alterando a composição das legendas. O texto, instituído pela Emenda Constitucional nº 96/2016, promulgada em 18 de fevereiro, abriu um prazo de 30 dias para os detentores de mandatos eletivos mudarem de legenda sem risco de perder o mandato. O prazo final para a troca de partido encerrou no último sábado.

O último deputado a anunciar a mudança foi o deputado Trócolli Júnior que deixou o PMDB para se filiar ao PROS. O parlamentar disse que acertou sua saída da legenda comandada pelo senador José Maranhão de forma amigável. “Saio sem nenhum problema. Ninguém sabe o dia de amanhã. Partido passa, mandato passa, mas amizade verdadeira é para o resto da vida”, afirmou.

Com a filiação de Trócolli, o PROS ganha três assentos na Casa Epitácio Pessoa. Os outros deputados a integrar a bancada são: João Gonçalves que deixa o PSD e Lindolfo Pires que está licenciado, atualmente, ocupando a secretaria estadual de Representação Institucional em Brasília.

A mudança de legenda fez o PSB sair de seis deputados para oito com a filiação dos deputados Gervásio Maia e Zé Paulo. Já o PMDB foi o partido mais prejudicado com a perda de dois deputados, Gevásio Maia e Trócolli Júnior. A legenda pode receber nos próximos dias a confirmação do deputado Ricardo Marcelo que deixou o PEN, mas ainda não confirmou a nova sigla.

Outra legenda que recebe reforço é o PP com a filiação do deputado José Aldemir que deixou o PEN. Com a chegada de Aldemir o partido passa a ocupar três cadeiras na Casa. O PEN que tinha quatro deputados sai desse processo com apenas dois, Edmilson Soares e Branco Mendes.

Para recompor a bancada do DEM na Casa, o deputado João Henrique deve retornar da licença esta semana. Com o retorno, o suplente de deputado Arthur Cunha Lima Filho (PRTB) deve se afastar, mas com a possibilidade de retorno. Caso o deputado Ricardo Barbosa (PSB) decida por tirar uma licença, Arthur continua com o mandato.

Bancadas formadas a partir da 'janela'

PSB

Adriano Galdino

Estela Bezerra

Gervásio Maia

Hervázio Bezerra

Buba Germano

Ricardo Barbosa

Jeová Campos

Zé Paulo

PSDB

Camila Toscano

Tovar Correia Lima

Bruno Cunha Lima

Dinaldinho Wanderley

PMDB

Raniery Paulino

Nabor Wanderley

Olenka Maranhão

Ricardo Marcelo

PP

Daniella Ribeiro

Galego Sousa

José Aldemir

PROS

Trócolli Júnior

João Gonçalves

Lindolfo Pires (Licenciado)

PT

Anísio Maia

Frei Anastácio

PSL

Tião Gomes

Bosco Carneiro 

PSC

Renato Gadelha

Arnaldo Monteiro

PEN

Branco Mendes

Edmilson Soares

PT do B

Genival Matias

Inácio Falcão

PR

Caio Roberto

PTB

Doda de Tião

PTN

Emano Santos/ Janduhy Carneiro (licenciado)

DEM

João Henrique (Licenciado) 

PRTB

Arthur Cunha Lima Filho (Suplente)

PRB

Jutay Meneses

PSD

Manoel Ludgério

Relacionadas