segunda, 15 de julho de 2019
Política
Compartilhar:

Tribunal Regional Eleitoral prepara urnas de Cabedelo

Adriana Rodrigues / 12 de março de 2019
Foto: Elza Fiúza/Agência Brasil/Fotos Públicas
O Tribunal Regional Eleitoral da Paraíba (TRE-PB) realiza hoje, a partir das 8h, o processo de Geração de Mídias que serão utilizadas na eleição suplementar de Cabedelo. O pleito que será realizado no domingo vai definir o novo prefeito e vice-prefeito da cidade, para o mandado tampão até dezembro de 2020.

Além da preparação das urnas eletrônicas, a partir de hoje, os eleitores cabedelenses não poderão ser presos, a não ser em flagrante delito. Os 46.699 eleitores aptos a votar serão distribuídos em 32 locais de votação.

De acordo com o calendário eleitoral que disciplina o pleito, o juiz da 57ª Zona Eleitoral de Cabedelo, Salvador de Oliveira Vasconcelos, vai coordenar os trabalho da geração de mídias, para a preparação das 138 urnas eletrônicas que serão utilizadas nas seções eleitorais e mais 25 urnas de contingência (reservas) que também serão utilizadas em caso de eventuais substituições. As urnas receberão o cartão de memória de resultado, que é disponibilizado ao Cartório Eleitoral para apuração dos votos, no domingo após a votação, prevista para se encerrar às 17h.

Os trabalhos de geração de mídia serão realizados no Núcleo de Voto Informatizados (NVI), antigos NATUs, localizado no bairro de José Américo em João Pessoa. Durante o processo serão armazenados dados e informações de todos os eleitores aptos a votar e dos candidatos a serem votados no domingo, que no caso, são quatro, com seus respectivos vices.

Os procedimentos incluem a inserção dos dados e fotos dos quatro candidatos, que concorrem ao cargo de prefeito e seus vices. Também serão inseridas informações dos eleitores de cada seção, para onde irão as urnas eletrônicas e as mídias para gravação dos resultados. Representantes do MP Eleitoral, de partidos políticos e de entidades, como a Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), foram convidados para presenciar a carga das urnas. Durante os procedimentos os presentes podem conferir os dados e acompanhar todas as atividades, para atestar a transparência do processo.

A Eleição Suplementar em Cabedelo foi convocada após vacância dos cargos de prefeito e vice-prefeito da cidade com a renúncia do então prefeito Leto Viana (PRP), em 16 de outubro de 2018, e a morte do vice Flávio Oliveira, em 15 de julho também do ano passado, vítima de infarto. Leto foi preso pela Polícia Federal durante a Operação Xeque-mate, que investiga esquema de corrupção na Câmara e Prefeitura de Cabedelo, envolvendo servidores, políticos e cidadãos comuns, desde abril do ano passado.

Estão na disputa pele Prefeitura de Cabedelo as chapas do prefeito interino Vitor Hugo (PRB), que tem como vice, Aguinaldo Silva (PSB) pela coligação “A Força do Trabalho”; Eneide Regis (PSD e Janderson Brito (PSDB), pela “A Voz do Povo”; José Eudes (PTB) e Paulo Nogueira (Podemos), pela “Tempo de Mudança”; e Marcos Patrício (Psol) e Françualdo Alves (PCdoB), pela “Por Respeito a Cabedelo”.

Relacionadas