segunda, 24 de junho de 2019
Política
Compartilhar:

Tião acusa Lucas de Brito de traição e vereador rebate acusações

Francisco Varela Neto / 18 de setembro de 2017
Foto: Nice Almeida
O deputado estadual Tião Gomes (sem partido), se desfiliou do PSL nesta segunda-feira (18). A decisão aconteceu depois que a executiva nacional do partido anunciou o vereador de João Pessoa, Lucas de Brito, como o mais novo presidente do partido na Paraíba. Tião disse que agora vai procurar "uma legenda que não tenham ditadores como tinha no PSL".

"Eu vou me desfiliar do partido. Isso é muito difícil para mim, foram 12 anos, eu dei a minha vida a este partido. Mas nós vamos continuar com a mesma luta, vamos procurar um partido pequeno e queremos um a partido que não tenham ditadores como tinha no PSL", disse o deputado em entrevista à rádio Correio Sat/98FM.

Tião Gomes ainda acusou o vereador Luas de Brito de traição. No entanto, destacou que ele foi apenas uma ferramenta para tirá-lo do poder na Paraíba. O deputado insinuou que existem 'forças maiores' por trás dessa decisão do diretório nacional.

"O que Lucas fez comigo foi uma traição. Eu apoiei ele, votei nele. Eu me dava bem com ele. Ele sempre quis ser rei, é um almofadinha, rico, que nasceu em berço de ouro e sempre quis ser rei. Ele agora vai trair outros. A verdade dessa questão do PSL, é que Lucas está sendo utilizado como ferramenta, existe alguém por traz dele que tramou isto", disse.

O deputado afirmou que o futuro é que vai dizer realmente que foi que destituiu o PSL na Paraíba."O futuro é que vai dizer isso. Em Março e Abril é que nó saberemos quem foi que destituiu o PSL na Paraíba. É de estranhar. Eu não fui comunicado de nada, depois de 12 anos de sangue e luta, me comunicaram por isso por email", afirmou.

Lucas de Brito entende que a culpa é do próprio Tião

Segundo Lucas de Brito, o grande culpado da destituição de líder foi o próprio Tião Gomes. "O próprio deputado Tião contribuiu para que isto acontecesse. Ele os taxou de meninos buchudos e esse tipo de deselegância com colegas de partido, levou algumas lideranças nacionais do partido a acelerar o processo de mudança na liderança do partido aqui na Paraíba", explicou.

E acrescentou que respeita o Deputado Tião, no entanto lamenta os poucos diretórios que foram conseguimos em 11 anos de Tião à frente do PSL. "Nós respeitamos o deputado Tião Gomes e todo seu trabalho, nós só lamentamos que nesses 11 anos só tenhamos 8 diretórios na Paraíba. Nosso estatuto diz que precisamos de 23 diretórios para uma eleição", afirmou.

 

Relacionadas