domingo, 09 de maio de 2021

Política
Compartilhar:

Três secretários decidem seguir Luciano Cartaxo e anunciam que vão para o PSD

Redação com assessoria / 24 de setembro de 2015
Foto: Arquivo
O Partido dos Trabalhadores de João Pessoa decidiu, na última terça-feira (22), baixar uma resolução dando cindo dias para que os petistas que ocupavam cargos na prefeitura local deixassem suas funções. Porém, alguns deles preferiram seguir a decisão do prefeito Luciano Cartaxo e se filiarem ao PSD. Hildevânio Macedo, do Desenvolvimento Urbano (Sedurb), Anderson Pires, Adjunto da Comunicação Social (Secom) e Lucius Fabiani, da Emlur, anunciaram nesta quinta-feira (24) a decisão tomada após reunião onde foram definidas as diretrizes do partido para a Capital.

Os secretários escutaram de  Luciano Cartaxo, que o PSD será agora o espaço partidário para formulação de políticas públicas, como as que vêm sendo implementadas em João Pessoa nos últimos dois anos.

A proposta de fortalecimento do PSD, com um trabalho de crescimento em toda Paraíba foi uma das diretrizes que o prefeito Luciano Cartaxo tratou em conversa com os secretários. A participação de quadros com experiência, engajados no sucesso da gestão municipal será de grande importância para esse trabalho de construção partidária.

Para os secretários, o desafio de um novo projeto com perfil progressista  foi determinante para a decisão de filiação ao PSD.  “Será a oportunidade de resgatar bandeiras e elaborar políticas públicas dentro de um espaço mais amplo e sintonizado com a sociedade  e o momento que o Brasil vive”, destacou Anderson Pires.

Para o presidente do PT...

“O PT já iria pedir a desfiliação deles, eles apenas se anteciparam. Foram companheiros que contribuíram bastante, mas que preferiram seguir outro caminho. Respeitamos e vamos seguir em frente”, disse o presidente estadual do PT, Charliton Machado.

Cartaxo no PSD

Luciano Cartaxo anunciou, no dia 17, que estava saindo do PT para ingressar no PSD. Na ocasião ele justificou sua saída afirmando que os escândalos envolvendo a legenda nacionalmente o impediam de continuar na agremiação. Junto com ele também foram para o PSD os vereadores Benilton Lucena e Ubiratan Pereira (Bira).

Relacionadas