domingo, 09 de dezembro de 2018
Política
Compartilhar:

Secretário de articulação Zennedy Bezerra acredita que oposições estão desunidas

Francisco Varela Neto / 02 de fevereiro de 2018
Foto: Nalva Figueiredo
O secretário de articulação política da cidade de João Pessoa e presidente estadual do PMN, Zennedy Bezerra, disse nessa quinta-feira (1º) que já não acredita na existência de uma unidade das oposições na Paraíba. De acordo com o secretário e principal articulador político da gestão do prefeito Luciano Cartaxo (PSD), no mínimo duas candidaturas vão ser postas pela oposição ao governo do Estado, o que mostra na prática a falta de unidade. Na ocasião, utilizou como exemplo a pré-candidatura do senador José Maranhão (MDB).

“A gente percebe que não há mais unidade no campo das oposições, e teremos aí no mínimo duas candidaturas. A gente está tentando agora construir a unidade possível. A gente já considera o MDB do senador Zé Maranhão fora, porque ele expressou e vem expressando isso claramente”, afirmou Zennedy.

O presidente do PMN revelou ainda uma fraqueza do campo das oposições, afirmando que os que fazem parte da unidade têm preferido dividir a unificar.

“Se o campo da oposição quer escrever um novo capítulo em relação a estratégia política, dizendo que dividir é melhor do que unificar e que ainda dilatar prazo é melhor do que antecipar prazo e se preparar melhor, tudo bem, mas eu creio que isso passa a ser uma fraqueza deste campo”, destacou.

De acordo com ele, o prefeito Luciano Cartaxo a partir de agora, depois do entendimento de outros partidos como o PSDB, não tem mais preocupação com prazos. “O prefeito agora não tem mais preocupação com o prazo, o tempo dele é o tempo que ele julgar necessário, inclusive para ser candidato ele tem até 7 de abril”, disse.

Segundo Zennedy, o que tem para se fazer a partir de agora, em relação a uma união com o PSDB, é esperar que a candidatura de Romero Rodrigues seja realmente confirmada.

Reunião sem data

A reunião proposta pelo prefeito de Campina Grande e pré-candidato ao Governo da Paraíba, Romero Rodrigues (PSDB) com o prefeito de João Pessoa, Luciano Cartaxo (PSD) e com o senador José Maranhão (MDB), ainda não tem data para acontecer. A proposta tem encontrado resistência por parte do emedebista que já tem como certa sua candidatura ao Governo.

Nessa quinta-feira (1º), o senador Cássio Cunha Lima (PSDB) chegou a dizer que deve procurar o senador José Maranhão para uma conversa. De acordo com o tucano, a pauta será o pleito deste ano e a possibilidade de manter as oposições unidas para enfrentar o candidato do governador Ricardo Coutinho. Apesar da confirmação, a conversa ainda não foi agendada com Maranhão.

Para Cássio, é possível manter uma unidade e ter apenas uma candidatura ao Governo do Estado. Ele acredita que as conversas e os acertos devem ser construídos até depois do Carnaval, prazo limite para um posicionamento dos partidos que hoje fazem oposição ao governador. “É preciso conversar e como estamos muito perto do Carnaval, essas discussões devem acontecer mesmo a partir do dia 15 desse mês. Mas tenho certeza que encontraremos uma solução e chegaremos a um consenso quanto ao nome das oposições”, destacou Cássio.Para o tucano, é possível que as oposições saiam com duas candidaturas o que, segundo ele, é normal e compreensível.

Relacionadas