segunda, 23 de novembro de 2020

Política
Compartilhar:

Ricardo dispara ‘metralhadora’ de críticas em Cartaxo

Mislene Santos / 07 de março de 2016
Foto: Mislene Santos
O governador Ricardo Coutinho (PSB) não poupou críticas ao prefeito de João Pessoa, Luciano Cartaxo (PSD), durante o lançamento, nesta segunda-feira (07), da campanha “Direitos Garantidos, Vidas em transformação – Paraíba: Mulher Forte e de Valor”. Para o socialista, o gestor municipal trata a política como garantia de emprego.

“A política para ele (Luciano Cartaxo) é um emprego. A política para ele não é um projeto, não é um programa. Qual é a visão dele sobre a conjuntura nacional? Ele se esconde e eu fico longe de político que se esconde das coisas”, disparou Ricardo Coutinho.

O governador disse ainda que Luciano Cartaxo não cumpre os acordos que firma com os aliados e lembrou que foi ele quem o indicou para ser o vice-governador em 2010 na chapa encabeçada por José Maranhão e recebeu em troca ingratidão.

“Ele (Cartaxo) me agradeceu, combinou uma série de coisas comigo, assinou um documento e três horas depois se reunia com o pessoal dele e dizia que aquilo não tinha valido de nada”, ressaltou o socialista e complementou. É preciso ter muito cuidado com o que se diz, porque o que me mata é a minha memória”, brincou.

Defesa da democracia 

A condução coercitiva do ex-presidente Lula (PT), na última sexta-feira também foi assunto durante o evento. O governador Ricardo Coutinho saiu em defesa da presidente Dilma Rousseff e de Lulae criticou a condução coercitiva de Lula para depor na 24ª etapa da Operação Lava Jato. “São coisas que estão acontecendo nesse país que estão servindo para desestabilizar esse país, o que acaba desestabilizando a economia”, afirmou.

Para Ricardo Coutinho, a oposição está pregando a política “do quanto pior melhor”. Segundo ele, os adversários do Governo Federal querem destruir o País. “Sou favorável as investigações. Agora, tenho obrigação como militante defender o Estado Democrático de Direito”, disse. O socialista alertou que se a classe política não tiver bom senso, essa postura será combatida com repressão nas ruas.

 Saldo positivo 

Ricardo Coutinho avaliou como positiva a reunião, na última sexta-feira (04), entre os governadores de vários Estados e a presidente Dilma Rousseff. Segundo ele, o governo (federal) apresentou uma boa proposta de alongamento da dívida para os Estados que possibilitará a retomada do crescimento “Aquilo que nós passamos o ano todo sem ter uma resposta, esse mês foi possível. É isso que o Brasil precisa: resposta. O Brasil não pode estar com ódio, nós estamos cultivando o ódio um tendo ódio do outro  sem nem sabe por que”, resumiu o social.




 

 

 

 

 

Relacionadas