domingo, 19 de novembro de 2017
Política
Compartilhar:

Ricardo chama ‘aliança’ da oposição de factóide e diz que ‘paquera’ com partidos não acabou

Alexandre Kito / 13 de novembro de 2017
Foto: Arquivo
O governador Ricardo Coutinho (PSB) afirmou nesta segunda-feira (13), durante solenidade do Governo do Estado, que a aliança formada pelo grupo de oposição não é verdadeira, apesar da demonstração dada por eles durante o Encontro Estadual do PSDB no fim de semana, que reuniu todo o grupo. A presença dos líderes do PSD, PMDB e PSDB na convenção foi classificada pelo gestor de factóide. Segundo o governador, a tentativa de diálogo dos oposicionistas para integrar o projeto do PSB para as eleições de 2018 ainda tem acontecido com frequência. Por isso, ele não acredita que a aliança se mantenha fortalecida até o próximo ano.

Ricardo Coutinho alegou que os líderes da oposição continuam o procurando para conversar. Ele classificou a unidade de “conversa fiada”. "Eles não apresentaram nada, é tudo factóide. Eles desconfiam uns dos outros da mesma forma, eles continuam querendo conversar comigo da mesma forma. Isso é conversa fiada e não acrescentaram um pé de coentro a mais naquela reunião. Os que eram continuaram e vão continuar se desconfiando e jogando cada um com o seu time para ver se conseguem chegar até as eleições. Nós não perdemos nada e vamos ganhar muita gente", disse Ricardo Coutinho.

Durante o encontro, líderes da Oposição criticaram a gestão de Coutinho e previram o fim do ciclo do PSB. O governador rebateu as declarações e disse estar confiante de que o seu grupo político tende a crescer para disputar as eleições. Ele também admitiu que está tranquilo com relação a possibilidade de aliança entre os socialistas e o PMDB, para o pleito. "Eu não estou pensando nisso, deixa a água rolar por baixo da ponte, pois não há necessidade disso agora. A hora é de trabalhar. O importante é que as pessoas estão atentas", justificou o governador.

Relacionadas