quarta, 27 de janeiro de 2021

Política
Compartilhar:

PSL quer vaga de vice na chapa de João Azevedo

Alexandre Kito / 23 de abril de 2016
Foto: Divulgação
 

O presidente estadual do PSL, Tião Gomes, está reivindicando que o PSB escolha o seu partido para ocupar a vaga de vice-prefeito em sua chapa, nas cidades de João Pessoa e Campina Grande. O deputado afirmou que tem conversado com os dirigentes da legenda e alega a importância de que os socialistas reconheçam que a aliança entre eles é fundamental para as eleições deste ano.

Na Capital, Tião Gomes indicou o nome do vereador Lucas de Brito, recém filiado a legenda e atualmente ocupando a presidência municipal. O parlamentar acredita que Lucas é um nome forte que poderá contribuir para a vitória do pré-candidato do PSB, o secretário de Infraestrutura, João Azevedo. Já em Campina Grande, o PSL está indicando os nomes de Renato Cunha Lima e do ex-deputado Álvaro Neto Filho. Tião afirmou que tem conversado com o pré-candidato e presidente da Assembleia Legislativa, Adriano Galdino (PSB), para compor a aliança na majoritária.

Segundo Tião Gomes, o partido conta com 60 pré-candidatos a prefeito e cerca de mil vereadores em todo o Estado. Em municípios onde o PSL poderá ter candidatura própria, o deputado alegou que a Executiva não pode ser subserviente ao PSB. Porém, as divergências não significam que não haja apoio à sigla liderada pelo governador Ricardo Coutinho. Gomes ressaltou ainda que a Câmara Municipal de João Pessoa deve contar, no próximo ano, com a maior bancada de vereadores da legenda, visto que pretende eleger cinco parlamentares.

Outros partidos devem apresentar proposta de apoio à vaga de vice-prefeito na chapa majoritária do PSB. O Democratas deve compor com os socialistas para a disputa, além do PPS, que atualmente tem Nonato Bandeira como vice-prefeito. Efraim Filho revelou que o Democratas pretende manter a aliança e que o partido tem a expectativa de indicar o candidato a vice. Já o PPS, deve reivindicar a vaga na chapa em que decidir apoiar.

Presidente diz ser impossível acordo com Cartaxo

Tião Gomes criticou o vereador Sérgio da Sac, que deixou o PSL para se filiar ao SD, comandado pelo deputado federal Benjamin Maranhão. Tião destacou que expulsou o parlamentar do partido, pois o mesmo não correspondeu às expectativas. Disse que não há possibilidade de que o PSL ofereça apoio à reeleição do prefeito Luciano Cartaxo (PSD), pois nunca foram bem tratados pelo gestor.

 

Relacionadas