domingo, 22 de abril de 2018
Política
Compartilhar:

PSDB abre ‘brecha’ para Lucélio Cartaxo disputar o governo do estado

André Gomes / 20 de Março de 2018
Foto: Arquivo
Enquanto o PSDB quebra a cabeça com o problema da candidatura das oposições ao Governo do Estado, o grupo comandado pelo prefeito Luciano Cartaxo (PV) tomou para si as definições do processo eleitoral deste ano, passando a indicar até mesmo nomes para compor uma cabeça de chapa. Nessa segunda-feira, o presidente estadual do PMN, Zennedy Bezerra, disse que o nome de Lucélio Cartaxo (PV) era uma boa opção para formação de uma chapa de consenso.

“Sem demérito diante das outras postulações, uma posição particular minha, acho que o nome de Lucélio é bom para compor dentro de um processo de construção para se chegar a uma unidade no campo das oposições. É um nome que pode representar bem a nossa Capital”, destacou Zennedy.

Mesmo sem nunca ter ocupado um cargo público, o presidente do PMN acredita que com a permanência do prefeito Luciano Cartaxo no cargo, o nome de Lucélio é o mais forte a compor uma chapa. “Ele tem experiência administrativa porque já esteve a frente da Companhia Docas e da CBTU com administrações exitosas. E também tem densidade eleitoral, pois obteve mais de meio milhão de votos para o Senado”, afirmou.

O fato é que o bloco de partidos que fazem oposição ao Governo do Estado ficou perdido depois do ‘dia do fico’ protagonizado pelo prefeito Luciano Cartaxo. Após ele afirmar que iria permanecer na Prefeitura da Capital, o prefeito de Campina Grande, Romero Rodrigues (PSDB), veio a público dizer que daria apoio ao colega na disputa caso ele revisse a decisão.

Sem uma resposta concreta de Cartaxo, recentemente Romero voltou a dizer que a demonstração de apoio dada ao colega não se tratava de uma desistência da sua pretensão de pré-candidato. Na ocasião, Romero acusou o presidente do seu partido, Ruy Carneiro, de ter ‘melado’ sua pretensão de concorrer ao cargo de governador.

Ruy Carneiro preferiu não polemizar o assunto com Romero e muito menos discutir o nome de Lucélio Cartaxo para disputar o Governo da Paraíba. Ele disse apenas que a base está em harmonia e que “as articulações continuam junto com o trabalho e que, por isso, é melhor esperar e acertar, do que se precipitar”.

Reaproximação com Ricardo

O prefeito de Guarabira e secretário-geral do PSDB, Zenóbio Toscano, afirmou ontem, durante entrevista ao programa Correio Debate, da 98 FM, que a recente mudança de partido pelo prefeito de João Pessoa, Luciano Cartaxo, que trocou o PSD pelo PV, mostra uma certa aproximação entre o gestor e o governador Ricardo Coutinho (PSB).

“Ali existe um namoro há algum tempo, com Ricardo. Se não fosse para o lado de Ricardo, porque deixar o partido?”, disse Zenóbio.

O prefeito de Guarabira ainda continuou: “A chapa estava se definindo com Luciano para o governo e a indicação do vice seria feita por Romero, sendo Cássio e Lira para o Senado. Inclusive conversei com Cartaxo na posse do bispo em Guarabira e ele me dizia que Raimundo deixaria o MDB para compor juntamente com essa chapa. Agora o PSDB está conversando com outras forças políticas e vamos ter uma chapa bastante competitiva”, afirmou.

Sobre uma possível composição com o MDB, Zenóbio disse que não será impedimento para aliança visando às eleições deste ano. “Conversações estão existindo e vão existir sempre. Guarabira não será um problema para uma composição com o MDB”, destacou.

Relacionadas