quinta, 06 de maio de 2021

Política
Compartilhar:

Presidente da Câmara de Cabedelo quer acabar com funcionários fantasmas

Alexandre Kito / 16 de maio de 2018
Foto: Assuero Lima
A presidente da Câmara Municipal de Cabedelo, Geusa Ribeiro (PRP), disse nessa terça-feira (15) que identificou 40 cargos ‘fantasmas’ na folha de pagamento e que encaminhará na próxima semana à Casa um projeto de resolução para extinguir as funções, que segundo ela foram criadas na gestão anterior, pelo ex-presidente Lúcio José do Nascimento Araújo.

O abuso na contratação dos funcionários fantasmas ficou patente na gestão de Lúcio José do Nascimento, que atualmente está preso. “Estamos nesse processo e eu já estou com o projeto para apresentar na Casa. Não vai dar para ser lido essa semana por causa da proposta de cassação do prefeito Leto Viana, que está em andamento. Então, a matéria deve ser apresentada aos demais parlamentares na próxima-terça-feira”, explicou Geusa Ribeiro.

São 40 cargos distribuídos para funcionários que recebem salário sem trabalhar na Câmara de Cabedelo. “Nós vamos seguir o Regimento Interno da Casa, por isso a criação da matéria, que tenho certeza que todos vão aprovar”, destacou a parlamentar. Os cargos somente serão divulgados após a apresentação da matéria.

A Câmara Municipal vive hoje uma situação inédita na Paraíba, pois dos 15 vereadores 10 foram afastados do mandato através da Operação Xeque mate, realizada pela Polícia Federal, e que levou para a cadeia o prefeito do município Leto Viana e a vereadora e primeira-dama Jacqueline Monteiro França.

“Temos de nos livrar de uma vez por toda com o desperdício de dinheiro público e isso ocorre cada vez que se nomeia um fantasma ou quem quer que seja que não presta serviço à sociedade”, disse a presidente.

Relacionadas