domingo, 24 de janeiro de 2021

Política
Compartilhar:

Prefeito Luciano Cartaxo exonera três aliados de Maranhão de sua gestão

Alexandre Kito e André Gomes / 08 de fevereiro de 2018
Foto: Reprodução
Pré-candidato a governador da Paraíba pelo PSD, o prefeito de João Pessoa, Luciano Cartaxo, surpreendeu, nessa quarta-feira (7), ao anunciar as exonerações de três filiados ao MDB. O ato do prefeito surpreendeu até mesmo algumas lideranças do partido comandado por José Maranhão.

Alguns emedebistas ouvidos pela reportagem disseram ter tomado conhecimento do ingresso de Antônio Sousa, tesoureiro do MDB, no governo municipal, depois que o prefeito anunciou a exoneração dele, na tarde dessa quarta-feira (7).

Homem de confiança do senador, Antônio Souza estava lotado na Secretaria de Finanças. Laplace Guedes (casado com uma sobrinha de Maranhão) ocupava cargo no Procon Municipal. Era secretário adjunto. A reportagem não identificou o cargo de José Ronaldo Filho, o presidente do MDB Jovem.

Na semana passada, a ex-deputada Olenka Maranhão (sobrinha do senador) e Dihêgo Amaranto deixaram os cargos que ocupavam na Prefeitura. Olenka era secretária do Trabalho, Produção e Renda. Diêgo era secretário adjunto do Sine da Prefeitura de João Pessoa.

O prefeito Luciano Cartaxo tem se mostrado insatisfeito com o cenário de indecisão entre os aliados que forma o grupo de oposição. Talvez por isso, ele tenha demitido, nessa quarta-feira (7), os emedebistas.

Ele tem cobrado constantemente um posicionamento dos partidos que formam a aliança para que definam o nome em consenso para disputar as eleições. O gestor tem trabalhado intensamente para ter o seu nome fortalecido para a disputa.

Durante solenidade no Mercado de Jaguaribe nessa quarta-feira (7), Cartaxo cobrou novamente uma decisão dos aliados. “Estamos vivendo uma fase de muita especulação; eu gostaria que a gente estivesse vivendo uma fase de decisão, mas até agora só especulação”, pontuou.

Ele acredita que a oposição perdeu um timing importante por não ter definido um nome no mês passado. “Desde o ano passado eu venho falando dessa questão e agora os partidos têm autonomia de cada um escolher qual é o melhor caminho, qual é o melhor rumo, e nós vamos continuar focados em trabalho, diálogo e entendimentos”, disse Cartaxo.

Romero cobra definição

O prefeito de Campina Grande, Romero Rodrigues (PSDB), se uniu ao prefeito Luciano Cartaxo, na cobrança de uma definição dos partidos de oposição para o nome que disputará o Governo da Paraíba nas eleições deste ano. O tucano disse que é necessário uma decisão logo após o Carnaval.

“Cada dia, um dia a menos. A gente se aproxima um pouco mais do dia 7 de abril e acho que esse período de Carnaval poderemos discutir de uma forma mais intensa com os aliados para ver se conseguimos clarear esse caminho. Nem tanto, nem tão pouco”, destacou Romero.

Para ele, é necessário acelerar as discussões e a decisão, mas com prudência. “A gente pode encurtar um pouco o caminho, para termos uma solução mediana e não ficar para decidir muito em cima do dia 7 de abril. Eu e Luciano temos um cenário mais difícil do que o do senador José Maranhão. Temos uma renúncia para fazer, o que não é nada fácil”, afirmou.

De acordo com prefeito, as discussões devem se intensificar no período de Carnaval. “Cheguei a conversar com o deputado Aguinaldo Ribeiro esta semana e ele propôs uma reunião das oposições durante o Carnaval. Vamos discutir e chegar a um entendimento”, disse.

Sobre uma possível renúncia do mandato para disputar o governo, Romero Rodrigues, disse que está tranquilo. “Estou com o sentimento de serenidade, tranquilidade e com vontade de dialogar, com um desejo de manter as oposições unidas”, disse.

 

Relacionadas