quarta, 17 de outubro de 2018
Política
Compartilhar:

Prefeito interino de Cabedelo vai demitir 100 comissionados e dará aumento

Adelson Barbosa dos Santos / 06 de abril de 2018
Foto: Nalva Figueiredo
O prefeito interino de Cabedelo, Victor Hugo (PRB), disse ontem que afastou de imediato pelo menos 100 servidores ocupantes de cargos comissionados, contratados pelo prefeito afastado e preso, Leto Viana (PRP), com salários de R$ 10 mil, mensais. Segundo Victor Hugo, somente com o afastamento desse servidores fantasmas o município fará uma economia mensal de R$ 1 milhão.

O valor será destinado aos professores municipais, que terão reajuste salarial, e ao pagamento de obras de calçamento em várias ruas da cidade. Por anos, a economia será de R$ 13 milhões.

O prefeito disse que todos já foram afastado, conforme recomendação do Ministério Público. Segundo ele, servidores efetivos envolvidos no esquema de desvio de dinheiro público da Prefeitura de Cabedelo também foram afastados, tiveram seus salários bloqueados e podem ser demitidos a bem do serviço público.

“Mandei exonerar todos os ocupantes de cargos de assessoria especial que recebiam R$ 10 mil por mês. Há muitos efetivos no meio e eu já mandei bloquear os salários deles”, declarou o prefeito interino, frisando que tudo está sendo feito em consonância com o Ministério Público.

Victor Hugo negou que tenha feito qualquer tipo de acordo com Leto Viana para ser eleito prefeito interino pela Câmara Municipal. “Isso não existe. É impossível. A prova é que meu nome não está citado em nada”, disse o prefeito interino, lembrando que foi eleito vereador pela oposição.

“Ele não teve nenhuma ingerência na minha eleição. Não recebi nenhum recado dele. Me reuni com os vereadores em um restaurante para discutir o futuro, mas o filho de Leto não estava presente. Me reuni com os vereadores da mesma forma que o vereador Eudes reuniu todos na sua casa para também discutir o futuro e eu estava presente”, contou Victor Hugo.

Relacionadas