quinta, 19 de outubro de 2017
Política
Compartilhar:

PMDB da Paraíba deve votar a favor da entrega de cargos

Mislene Santos / 28 de março de 2016
Foto: Mislene Santos
Um dia antes de PMDB anunciar se desembarca da base aliada da presidente Dilma Rousseff (PT), a diretoria do partido na Paraíba se reúne, na noite desta segunda-feira (28), para decidir como irá proceder com relação a essa decisão. O presidente da legenda no Estado, senador José Maranhão, preferiu não antecipar seu posicionamento, mas há quem já defende a saída do partido da base do governo federal, como é o caso do deputado Manoel Junior.

“Eu acho que o PMDB já fez muito por essa aliança. Em todos os momentos que fomos procurados servimos ao País e ao governo e nesse momento e minha opinião é que o PMDB deve deixar a base do Governo, mas eu acompanharei a maioria do meu partido”, disse o parlamentar.

José Maranhão, contudo, foi mais ameno e ponderou, inclusive, com relação ao impeachment. “Nós vamos discutir e tomar uma decisão sobre o que é melhor para o País. Não posso adiantar qual será meu posicionamento em respeito aos colegas que estarão na reunião. Também não sei qual será a tendência. Pode haver a defesa para que a entrega dos cargos apenas, como pela a entrega e o impeachment”, declarou o senador.

Estarão presentes na reunião de hoje, além de José Maranhão, os deputados Manoel Junior, Veneziano Vital do Rêgo e Hugo Motta, o ex-governador Roberto Paulino e o tesoureiro da legenda, Antônio Souza, além do senador Raimundo Lira. Maranhão e Lira também são integrantes da Executiva Nacional.

Novos filiados

Na manhã desta segunda-feira, Manoel Júnior informou que até o dia 02 de abril, data limite para filiação partidária, o PMDB deve atingir o número de 41 membros filiados pré-candidatos a vereadores, dos quais são 13 mulheres.  Ele lembrou que na eleição de 2012 o partido elegeu quatro vereadores e que o objetivo da legenda é aumentar esse número.  “A nossa meta é eleger seis vereadores na Casa Napoleão Laureano. Nós temos plantel para isso não só com a chapa própria, mas também fazendo uma coligação poderemos atingir esse número”, adiantou o peemedebista.

O deputado afirmou que está dialogando com todos os partidos que estão no campo das oposições, que tem procurado o PMDB e vice e versa para fortalecer a sua pré-candidatura a prefeito de João Pessoa. Entre eles estão o PSDB, PSC, PTB, PP e PR. “Nós temos procurado conversar com todas as legendas, até porque quem não é procurado pode dizer que não foi procurado. Temos que dialogar com todos aqueles que possam interagir e construir conosco uma grande aliança e, principalmente, um programa de governo exeqüível e transparente que dê segurança ao eleitor”, ressaltou Manoel Junior.

O parlamentar acrescentou, ainda, que tem buscando o apoio do ex-prefeitos de João Pessoa e dentre os ex-gestores  está o atual governador Ricardo Coutinho (PSB). “Depois de escutar os ex-prefeitos que queiram colaborar com o nosso programa de governo, irei procurar, sem dúvida, o  governador. Se ele tiver alguma sugestão que possa aditar o nosso programa de governo será bem vindo”.

Relacionadas