sexta, 14 de maio de 2021

Política
Compartilhar:

PCdoB deixa cargos na gestão municipal de João Pessoa para “zerar jogo” para 2016

Adriana Rodrigues / 24 de setembro de 2015
Foto: Divulgação
O PCdoB decidiu deixar a base aliada do prefeito de João Pessoa, Luciano Cartaxo (PSD), e entregar os cargos que ocupa na gestão municipal, por causa da desfiliação do gestor do PT para ingressar em um partido que não faz parte do campo político de esquerda e como forma de “zerar o jogo” para as eleições de 2016.

De acordo com presidente do Comitê Municipal do PCdoB de João Pessoa, Agamenon Sarinho, a decisão foi formalizada por meio de nota oficial da legenda, na qual os comunistas pessoenses justificam a posição tomada por entenderem que a saída de Cartaxo do PT fragiliza as forças políticas do campo de esquerda, formado nas eleições estaduais de 2014.

O partido ocupava, até ontem, a Secretaria Adjunta da Defesa do Consumidor (Procon-JP), com o advogado Marcos Santos, e a coordenação da Juventude, na Secretaria de Esportes, com Marília França.

Apesar da decisão, Sarinho garantiu que o PCdoB não fará oposição ao prefeito e não promoverá nenhum tipo de retaliação aos filiados que optarem por continuar na Prefeitura da Capital. Mas, que ficará no aguardo das definições dos partidos que entregam o campo das esquerdas, como o PT e PSB em relação à disputa eleitoral do próximo ano, para deliberar sobre qual projeto irá apoiar.

“Não faremos oposição a Cartaxo, apenas estamos nos resguardando, dizendo que como integrante da composição de forças de partidos de esquerda, composto pelo PT, PSB e PCdoB, continuamos lutando pela democracia e contra a onda golpista contra presidente Dilma”, argumentou, afirmando que tomou a decisão para demonstrar que o partido institucionalmente está descomprometido com a gestão do ex-petista.

Sarinho disse ainda, que em relação ao processo eleitoral de 2016, o PCdoB reserva-se ao direito de, diante das mudanças operadas na cena política, aguardar o melhor momento para se posicionar  quanto à disputa majoritária. Mas que dará continuidade ao trabalho na  construção de sua  chapa proporcional, conclamando os militantes,  filiados e amigos para apoiarem o projeto político do partido, que é de eleger vereadores na Capital.

 

Relacionadas