segunda, 24 de junho de 2019
Política
Compartilhar:

Pastor Sérgio Queiroz diz que vai lutar pela pacificação nacional

Adriana Rodrigues / 12 de janeiro de 2019
Foto: Divulgação
O paraibano Sérgio Queiroz, procurador da Fazenda Nacional licenciado e pastor da Igreja Internacional Cidade Viva, foi empossado na quinta-feira (10), à noite, como Secretário Nacional de Proteção Global, do Ministério da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos.

Depois da posse ele se reuniu com a ministra Damares Alves (da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos) e disse que as primeiras ações à frente da Secretaria só serão postas em prática após uma análise da situação atual dos projetos em andamento.

O secretário Sérgio Queiroz disse ainda que vai trabalhar em um projeto de pacificação nacional. “Queremos fazer um movimento de pacificação nacional. Para isso, vamos trabalhar na proteção e defesa dos direitos humanos assegurados no ordenamento jurídico brasileiro”, afirmou.

Transição



O nome de Sérgio Queiroz, que também é pastor e  presidente da Fundação Cidade Viva e atuou na equipe de transição de Bolsonaro, foi primeiro paraibanos confirmado na equipe do presidente da República, Jair Bolsonaro (PSL). O nome dele foi anunciado no último dia 2, durante solenidade de posse da advogada Damares Alves como ministra.

A Secretaria que o Pastor Sérgio Queiroz passou a comandar, vai cuidar, dentre outras coisas, de uma rede de proteção à criança, adolescente, idoso, contra o trabalho escravo e tortura, bem como as questões LGBTs (lésbicas, gays, bissexuais, travestis, transexuais e transgêneros).

Com Damares



Na apresentação que fez do novo Secretário Nacional de Proteção Global, Damares enalteceu o trabalho desenvolvido pelo procurador Sérgio Augusto de Queiroz no período da transição, tendo participação decisiva no novo desenho do Governo Federal e disse que, no governo do presidente Jair Bolsonaro, os direitos conquistados pela comunidade LGBT (estão assegurados. “Teremos um diálogo aberto com a comunidade LGBT. Nenhum direito conquistado ela comunidade LGBT será violado”, afirmou a ministra.

Damares destacou, também que não haverá mudanças na estrutura destinada ao encaminhamento de demandas da comunidade LGBT. A ministra disse que a Secretaria de Proteção Global, cujo titular será o gestor público Sérgio Queiroz, terá uma diretoria dedicada às causas LGBT. “As demandas da comunidade LGBT nunca foram cuidadas por uma secretaria, sempre foram cuidadas por uma diretoria. E o presidente Bolsonaro respeitou essa estrutura. Portanto, a comunidade LGBT continua com a estrutura que tinha no ministério”, afirmou Damares.

Quem é Sérgio Queiroz



Natural de João Pessoa, o procurador da Fazenda Nacional Sérgio Queiroz, de 46 anos, é graduado em engenharia civil, engenharia de segurança no trabalho e em direito pela Universidade Federal da Paraíba (UFPB), com mestrado em Filosofia pela UFPB, na área de Filosofia Política e Ética.

É também bacharel, mestre e doutor na área teológica, tendo alcançado o doutorado em Chicago, na Trinity International University, além de ser graduado em liderança avançada pelo Haggai Institute, em Cingapura.

Sérgio Queiroz é também conhecido no Brasil por sua atuação social por meio da Fundação Cidade Viva, da qual é fundador e presidente. É filho de Milton Gomes de Queiroz e de Sheyla Clara Monteiro Augusto de Queiroz, e casado há 22 anos com Samara Vieira Rocha Queiroz, com quem tem três filhos: Sérgio Augusto, Esther e Débora.

 

Relacionadas