segunda, 18 de janeiro de 2021

Política
Compartilhar:

Partidos podem mudar de lado até as definições dos candidatos

Alexandre Kito / 07 de janeiro de 2018
A temporada de caça ao apoio dos partidos já está aberta na Paraíba. Mas, para as eleições, os pré-candidatos ao Governo do Estado parecem estar mais preocupados na manutenção da unidade das legendas aliadas no último pleito. A maior dificuldade está no grupo de oposição, liderada pelo PSD, que reelegeu o prefeito da Capital Luciano Cartaxo, com o apoio de grandes partidos como o MDB, PSDB e o PP.

Do outro lado, as legendas aliadas ao projeto do governador Ricardo Coutinho (PSB) aguardam um posicionamento do gestor para saber como será a participação nas eleições.

Nos últimos dias, o grupo de oposição tem entrado em conflito no tocante à definição da candidatura ao Governo do Estado, o que tem colocado em atrito a concretização de aliança para as eleições deste ano.

Luciano Cartaxo já anunciou que tem pretensões de ser o candidato da oposição, assim como o tucano Romero Rodrigues, prefeito de Campina Grande. Além disso, o MDB já oficializou a pré-candidatura do senador José Maranhão. Três legendas aliadas, cada uma com um pretenso pré-candidato ao Executivo Estadual, ainda sem definição de um possível acordo.

Apesar da indefinição, Luciano Cartaxo tem afirmado a importância de manter a aliança realizada pelas legendas no último pleito, em 2016. “Eu venho batendo na tecla da unidade, que é muito importante para o processo eleitoral. Eu estou trabalhando dentro dessa perspectiva de unirmos forças para fazer o Estado avançar. Cada partido tem a sua autonomia e independência, por isso queremos tomar logo essa decisão. Estou disposto a fazer o bom debate com maturidade. Mas não depende só de mim”, disse o prefeito da Capital. Mas, no que depender de Maranhão a união com o MDB está complicada, pois ele não pretende abrir mão da sua candidatura.

Leia Mais

Relacionadas