quarta, 19 de dezembro de 2018
Política
Compartilhar:

Pardal registra 1.365 denúncias nas eleições

Adriana Rodrigues / 03 de novembro de 2018
Foto: Divulgação
Durante as eleições deste ano, o aplicativo Pardal do Tribunal Regional Eleitoral da Paraíba (TRE-PB) 1.365 denúncias de irregularidades na campanha em 103 dos 223 municípios paraibanas.

A ocorrência mais comum foi a relacionada a propaganda eleitoral em formato ou local proibidos, seguida por outras práticas de irregularidades, crimes eleitorais e uso da máquina pública.

As denúncias foram recebidas por meio do aplicativo (app), pela Ouvidoria do TRE-PB, pré-analisadas e 516 delas, com indícios de irregularidades foram encaminhadas para o Ministério Público Eleitoral. Outras 615 foram arquivadas.

De acordo com a juíza Michelini de Oliveira Dantas Jatobá, que também é Ouvidora do TRE-PB, das 1.365 denúncias recebidas, 639 foram relativas à propaganda irregular; 277 relativas a crimes eleitorais; 168 por uso da máquina pública; 92 por compra de votos; oito por doações e gastos eleitorais e 181 de outros assuntos.

A magistrada destacou que nas eleições deste ano o uso do Pardal foi bastante eficaz para aproximar o eleitor da Justiça Eleitoral e proporcionar que eles participassem ativamente do processo.

“A ouvidoria Eleitoral foi intensamente procurada pelos eleitores e pudemos filtrar e dar o tratamento adequado a cada relato recebido. Isso se reflete no clima tranquilo que foi a nota dominante destas eleições, em particular, nas semanas que antecederam o segundo turno da Presidencial”, comentou.

Michelini Jatobá disse ainda, que cada vez mais acostumados ao uso de plataformas digitais de comunicação no seu dia-a-dia, as pessoas não tiveram dificuldade no uso do nosso aplicativo. “Prevemos que o seu aperfeiçoamento e a intensificação de seu uso, junto com outros recursos tecnológicos, será a marca característica da atuação da justiça eleitoral nas eleições futuras”, declarou.

Relacionadas