domingo, 19 de maio de 2019
Política
Compartilhar:

Novo prefeito de Patos assume cargo nesta sexta-feira

Halan Azevedo/Adriana Rodrigues / 05 de abril de 2019
Foto: Divulgação
O presidente da Câmara Municipal de Patos, Sales Júnior (PRB), toma posse nesta sexta-feira (5) à tarde como o novo prefeito interino, após Bonifácio Rocha (PPS), que governava o Município desde agosto de 2018, ter renunciado ao cargo. Segundo Sales, o primeiro passo é tomar conhecimento das contas da Prefeitura para poder decidir as próximas ações.

Em entrevista coletiva que concedeu na quinta-feira (4) à noite, o novo prefeito interino disse que foi pego de surpresa com a renúncia de Bonifácio e recebeu a notícia em uma reunião com o ex-gestor, que disse que fez muito pelo Município.

Sales assume a prefeitura, com a renúncia de Bonifácio, porque o prefeito eleito Dinaldo Filho está afastado do cargo por decisão da Justiça. Como ele ainda é detentor do mandato, a cidade seguirá governada por um interino. Caso o mandato de Dinaldo seja cassado, a cidade terá de eleger um novo prefeito para mandato-tampão até 31 de dezembro de 2020.

“Nós estamos assumindo a Prefeitura de Patos por uma ocasião, por um momento natural que está surgindo. Eu não posso agora criar uma expectativa, falar algo que eu não tenha conhecimento. Estarei prefeito até nós entendermos que for necessário. Vou conversar com minha família, com os vereadores para falar sobre o que aconteceu. Entendo que o momento agora é de estarmos unidos, independente de cor partidária”, comentou Sales, afirmando que está preparado para tudo.

Renúncia. Por telefone, Bonifácio Rocha confirmou ter entregue a carta-renúncia ao presidente da Câmara Municipal de Patos, mas pediu para não se pronunciar sobre o assunto nessa quinta-feira (4).

Mais tarde, o teor da carta -renúncia foi divulgado. Nela, Bonifácio explica porque deixou a Prefeitura de Patos, falando da situação como “briga insana pelo poder” e que a gestão “desagradou muita gente com interesses não republicanos”.

“Dei o melhor de mim como se cada dia fosse o último da minha gestão”, diz ele.

A renúncia de Bonifácio pegou a população de Patos, que vem sofrendo há anos com instabilidade e mudanças na gestão municipal.

Pagamento. Antes de renunciar, Rocha mandou pagar comissionados e contratados pela Prefeitura.

Relacionadas