quarta, 20 de novembro de 2019
Política
Compartilhar:

Ministro da Transparência afirma que ações da CGU evitam desvios de R$ 3 bi por ano

Adriana Rodrigues / 25 de outubro de 2017
Foto: Reprodução
O ministro da Transparência, Fiscalização e Controladoria Geral da União (CGU), Wagner de Campos Rosário, disse, nesta terça-feira (24), em João Pessoa, que as ações do ministério conseguem evitar R$ 3 bilhões em desvios de recursos públicos por ano.

De acordo com o ministro, que foi o palestrante de mais uma etapa do ciclo ‘Câmara Aberta: diálogos da democracia’, realizado dentro da programação dos 70 anos da Câmara Municipal de João Pessoa (CMJP), uma das principais medidas para combater à corrupção é que o cidadão acesse as informações públicos, porque terá como se manifestar e exercer o controle social.

Wagner de Campos disse ainda, não se há uma formula para combater à corrupção de maneira efetiva em lugar nenhum no mundo. “Tivemos alguns países que conseguiram mudar a situação e é o que estamos buscando aqui no Brasil. E uma das primeiras coisas que deve  ser providenciada é que os cidadãos tenham acesso as informações públicas”, declarou.

Segundo ele, as estimativas apontam que a corrupção é responsável por cerca de R$ 100 bilhões por ano. “Esse valor é apenas uma estimativa. Porque como é um crime que é feito às escondidas é muito difícil de quantificar”, comentou.

O ministro disse, ainda, que do montante que a CGU consegue evitar em desvios, R$ 900 milhões é para o custeio do órgão. “Então, estamos dando o resultado liquido para o Estado de R$ 2,10 bilhões, só com a atuação preventiva da CGU antes que os recursos saiam dos cofres públicos”, afirmou.

Campos parabenizou a iniciativa da CMJP e destacou a importância da temática escolhida para o evento. “É um tema que está em todos os noticiários, a população sente e percebe muito à corrupção”, declarou o ministro, que durante a palestra apresentou e os mecanismos de prevenção e de combate à corrupção utilizados pelo ministério, dentre eles a transparência públicas.

“Estamos demonstrando as iniciativas que a CGU já tem, para que possa trazer essas boas práticas para que o Estado da Paraíba e o município de João Pessoa implementem, para garantir resultados efetivos nesse mal que aflige a todos”, comentou o ministro.

O presidente da CMJP,  Marcos Vinícius (PSDB),  também ressaltou a importância do debate em decorrência do momento que o Brasil vem passando. “A questão da transparência pública e de implementação de práticas que ajudem no combate à corrupção é  importante para todos nós de Legislativo, que abre suas portas para dialogar com a sociedade”, afirmou.

Relacionadas