terça, 16 de julho de 2019
Política
Compartilhar:

Manoel Junior fala sobre lançamento de provável candidatura para 98 FM

André Gomes / 12 de abril de 2019
Foto: Nalva Figueiredo
O presidente nacional do Solidariedade, Paulino da Força, anunciou nessa quinta-feira (12) o nome do vice-prefeito de João Pessoa, Manoel Junior, como candidato a prefeito da Capital nas eleições do próximo ano. Para isso, Paulino revelou, durante homologação do nome de Manoel Junior como presidente estadual da legenda, que ainda tentará convencê-lo a aceitar ingressar na disputa eleitoral.

“Estou tentando convencê-lo a ser o nosso candidato a prefeito, Espero que ele me ouça porque toda vez que ele não me ouviu, se lascou. O partido quer investir tudo que puder aqui por ser uma cidade importante e por isso merece um prefeito a altura. Vim aqui não somente empossá-lo como presidente do Solidariedade, mas também de convencê-lo a ser nosso candidato a prefeito”, disse o presidente nacional durante entrevista ao programa radiofônico Correio Debate, da 98 FM.

Mesmo com a declaração de Paulino da Força sobre ter candidatura em João Pessoa, Manoel Junior preferiu manter cautela e afirmou apenas que a decisão de aceitar disputar a prefeitura não depende apenas dele. “Não existe definição de candidatura. Sou o vice-prefeito de João Pessoa e faço parte dessa gestão. Governo é bem avaliado com rede de creches, de upas, qualidade nas escolas. Tudo isso precisa caminhar e outras coisas precisam de ajustes. Agora, se serei candidato ou não, isso dependerá de outras coisas”, destacou.

Sobre o último processo eleitoral, Manoel Junior disse que não guarda mágoas. Ele revelou que recebeu o convite para se filiar ao Solidariedade no ano passado, logo após a saída do ex-deputado Benjamin Maranhão que se filiou ao MDB, mas que por uma questão ética preferiu não aceitar. “Eu tinha me filiado ao PSC numa terça-feira e o convite chegou no sábado. Era até melhor para mim que iria presidir um partido e teria mais tempo de televisão, mas me acanhei perante eu mesmo, por questão ética”, explicou.

Crescimento. Agora oficialmente como presidente estadual do Solidariedade, Manoel Junior disse que vai realizar um trabalho de crescimento da legenda com muitas mãos pelo Estado inteiro. “Vamos começar pelos municípios maiores como Campina Grande, onde já tivemos uma equação importante com o vereador Saulo Noronha. Lá, por exemplo, teremos chapa proporcional completa e também, quem sabe, na majoritária. O mesmo trabalho será feito de Cabedelo até São João do Rio do Peixe, vamos fazer isso pessoalmente”, garantiu.

De acordo com Manoel Junior, o Solidariedade tem comissões provisórias ativas em 26 municípios, mas garantiu que buscará novos municípios dentro do processo de expansão da sigla. “Vamos ainda reativar algumas comissões provisórias vencidas e buscar outras novas para garantirmos o fortalecimento do partido para as eleições do próximo ano, não só em João Pessoa e Campina Grande, mas em todo o Estado”, afirmou.

Apelo.O presidente nacional, Paulinho da Força, disse que vai convencer Manoel Junior a ser candidato.

 

Relacionadas