quinta, 04 de março de 2021

Política
Compartilhar:

Manoel Jr. evita dar nome a culpados por não ter sido escolhido para o Ministério da Saúde

Nice Almeida / 02 de outubro de 2015
Foto: Reprodução/vídeo
O deputado federal Manoel Junior (PMDB) evitou dar nome aos possíveis culpados por não ter sido escolhido para ocupar o Ministério da Saúde. O peemedebista era um dos mais cotados para a pasta, mas a presidente Dilma Rousseff (PT) anunciou Marcelo Castro (PMDB), do Piauí. Ele disse que foi vítima de uma campanha contra sua ascensão feita por seus adversários, mas não apontou diretamente quem teria interferido.

"Fui vítima de uma campanha difamatória. Infelizmente aqui na Paraíba existe muita política mesquinha", disse.

O parlamentar paraibano enfatizou que ficou feliz com a escolha e que torce para que o colega de partido faça um bom trabalho em benefício do povo brasileiro.

"Peço a Deus que ilumine meu amigo Marcelo Castro, que é um extraordinário deputado, um profissional de reputação ilibada, um homem de bem e do bem e eu peço a Deus que o ilumine para que ele cuide bem da nossa saúde, da saúde do povo brasileiro", falou durante entrevista ao Correio Online.

Manoel Junior ressaltou que somente a indicação de seu nome já foi motivo para honra. "Fiquei muito honrado de ter sido incluído num grupo seleto, três pessoas, eu e mais dois companheiros que foram ofertados como nomes para compor uma pasta extraordinária, que a da Saúde, uma das pastas mais importantes do governo federal", finalizou.


https://youtu.be/2tfFe1qCi94

Relacionadas