sábado, 19 de setembro de 2020

Política
Compartilhar:

Maioria da bancada federal da Paraíba deve votar a favor de medidas contra a corrupção

Adriana Rodrigues / 27 de novembro de 2016
Foto: Divulgação
Deputados da Paraíba dizem que votarão contra a proposta que anistia o crime de caixa 2 para financiamento de campanha eleitoral. Dos sete parlamentares que se posicionaram a respeito do matéria, apenas o deputado Wellington Roberto (PR) se posicionou favorável a proposta, com o argumento que não se pode criminalizar aquilo que não era crime. Ele explicou que na época que o financiamento por pessoas jurídicas era permitido os empresários doavam legalmente.

O parlamentar revelou que vai votar contra as medidas, por considerar o projeto cheio de falhas e direcionado a penalizar apenas políticos. “Por este projeto só quem comete crime são os deputados. Sou contra porque acho as propostas injustas, se for para combater à corrupção tem que abranger todos os seguimentos, inclusive o Poder Judiciário”, declarou.

O deputado Efraim Filho (DEM) fez questão de antecipar a posição na votação prevista para próxima semana. Ele anunciou que vai votar a favor da aprovação das 10 medidas e contra a anistia generalizada ao caixa 2. Outro deputado que também antecipou sua posição, contrariando parte de sua bancada, foi o deputado Luiz Couto (PT), que vota contra a anistia da prática do crime e a favor das medidas.

O deputado Pedro Cunha Lima (PSDB) disse que é contra a anistia geral de crimes. Mas, que votará a favor das medidas anticorrupção. Segundo ele, é preciso responsabilizar também promotores, juízes e qualquer agente público. “A corrupção não está apenas na política e o combate deve ser em todos os seguimentos da sociedade”, declarou.

Outro que vai votar favorável as medidas é o deputado Damião Feliciano (PT). Para ele o combate a corrupção deve existir e para isso é preciso uma lei que criminalize a prática de caixa 2 nas campanhas eleitorais, como também torne crimes hediondos à corrupção de grandes valores, sem anistia. “Tem que se combater a todas as pessoas que desviam recursos do erário, porque quando há desvios, se deixa de investir em saúde, educação, infraestrutura e prestação de serviços para melhorar a qualidade de vida da população”, comentou.

O deputado Rômulo Gouveia (PSD) disse que vai analisar melhor o projeto, mas adiantou que deverá se posicionar favorável ao pacote de medidas, porque segundo ele, também têm reflexos do sentimento da sociedade, por se tratar de propostas de autoria do Ministério Público Federal, que contam com o apoio popular, por meio de mais de um milhão e meio de assinaturas.

Matéria é complexa

O deputado Benjamin Maranhão (SD), coordenador da bancada federal paraibana, disse que é a favor de todas as medidas que visam combater à corrupção. Ele revelou que vai votar favorável a proposta de criminalizar o caixa dois em plenário e contra a anistia.

De acordo com o parlamentar, os juristas não foram ouvidos, a Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) e nem as Associações de Magistrados. Segundo ele, é uma matéria extremamente complexa que mexe em dezenas de legislações diferentes e todo processo vem sendo feito a toque de caixa.

Os demais integrantes da bancada- Aguinaldo Ribeiro (PP), Hugo Motta (PMDB), Wilson Filho (PTB) e Manoel Junior (PMDB)- foram procurados, mas não atenderam as ligações e nem responderam as mensagens enviadas para todos eles meio do Whatsapp.

Relacionadas