sábado, 17 de agosto de 2019
Política
Compartilhar:

Justiça manda soltar ex-primeira-dama de Cabedelo

Adriana Rodrigues / 18 de maio de 2019
Foto: Assuero Lima
O juiz da 2ª Vara Mista da Comarca de Cabedelo, Henrique Jácome, determinou, ontem à tarde, o relaxamento da prisão da ex-primeira-dama de Cabedelo, Jacqueline Monteiro França e de Adeildo Bezerra, assessor especial do ex-prefeito Leto Viana.

A decisão foi tomada atendendo pedido do Ministério Público da Paraíba (MPPB) para substituição da prisão preventiva dos acusados por outras medidas cautelares, como havia sido sugerido pelo próprio delegado da Polícia Federal Fabiano Emídio de Lucena Martins, no relatório final da operação Xeque-mate, no último dia 29 de abril, com o indiciamento de 35 pessoas e os detalhes sobre o esquema criminoso, comandado por Leto Viana.

Jacqueline, também vereadora de Cabedelo, e Adeildo estavam presos desde 3 de abril do ano passado, na primeira fase da Xeque-mate. Agora, com a decisão, tiveram a prisão convertida em medidas cautelares, dentre elas o recolhimento domiciliar no período de 22h às 6h e nos dias de folga (finais de semana e feriado); não podem se ausentar dos limites das Comarcas de Cabedelo e João Pessoa sem autorização judicial; não frequentar bares, casa de jogo de azar, casas de shows e teatros, ante a necessidade de se preservar a investigação policial, ainda em curso.

Os dois continuarão afastados das funções públicas e de qualquer atividade de natureza econômica junto aos Poderes Executivo e Legislativo de Cabedelo.

O advogado Jovelino Delgado, que atua na defesa da ex-primeira-dama, não quis se pronunciar sobre a decisão, que era aguardada pela defesa há meses. E agora, concretizada a partir do pedido formulado pelo MPPB.

Relacionadas