domingo, 16 de maio de 2021

Impeachment
Compartilhar:

Processo de impeachment de Dilma entra na semana decisiva

Rammom Monte / 22 de agosto de 2016
Foto: Divulgação
Depois de um pouco mais de oito meses, finalmente o processo de impeachment da presidente afastada Dilma Rousseff (PT) chega ao fim nesta semana. Na quinta-feira (25), o Senado inicia o julgamento final que pode afastar ou não em definitivo Dilma da presidência da República.

Todo o processo começou no dia 2 de dezembro de 2015, quando o então presidente da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), aceitou o pedido dos juristas Hélio Bicudo e Miguel Reale Júnior para iniciar o processo de impeachment contra Dilma. Anteriormente, outros pedidos já haviam sido negados.

No dia 7 de dezembro, uma carta enviada pelo então vice-presidente, Michel Temer, escancara de vez a relação estremecida entre os dias. Na ocasião, Temer chegou a se referir a ele mesmo como vice decorativo.

No dia 17 de março, são eleitos na Câmara os deputados que irão integrar a Comissão Especial que irá analisar o pedido de impeachment. No dia 30 do mesmo mês, esta mesma comissão começa o seus trabalhos.

No dia 15 de abril, começa a sessão que julgaria a abertura do processo de impeachment. No dia 17, enfim, ocorre a votação. Com 367 a favor, o processo passa da Câmara para o Senado Federal.

Já no dia 25 de abril são escolhidos 21 titulares e 21 suplentes da Comissão Especial do Senado. No dia 6 de maio, o relatório do senador Antônio Anastasia (PSDB-MG) é aprovado por 15 votos a 5.

No dia 12 de maio, o Senado aprova por 55 votos contra 22 a instauração do processo de impeachment e afasta Dilma por até 180 dias do poder. Agora, nesta quinta-feira (25), irá se iniciar o processo final, que irá definir o futuro de Dilma Rousseff.

Relacionadas