quarta, 21 de agosto de 2019
Impeachment
Compartilhar:

Impeachment divide opinião dos paraibanos

Rammom Monte / 01 de setembro de 2016
Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil
O assunto mais falado no Brasil desta quarta e quinta-feira foi o impeachment da, agora ex-presidente, Dilma Rousseff (PT). A petista foi afastada do cargo pelo placar de 61 senadores a favor e 20 contra. Com a decisão, Michel Temer, que estava como presidente interino, assumiu a presidência da República. O Correio Online foi ouvir as pessoas para saber quais eram suas opiniões. E o placar foi bem apertado. Das 15 pessoas ouvidas, sete foram a favor, sete contra e uma disse discordar em partes.

A estudante Maria Fernanda Cardoso de Holanda foi a favor do impeachment. Segundo ela, “a situação caótica que estamos vivendo atualmente no país é de responsabilidade da presidência da República”.

“Se um cidadão age errado em um setor ou gestão de uma empresa, é demitido. Então, pelas pedaladas, “petrolão”, lava jato, mentiras para se reeleger, e por outras bombas que irão aparecer, sou a favor do impeachment”, completou.

Já o professor Wanderberg Brandão se manifestou contra o impeachment. Segundo ele, não houve crime de responsabilidade fiscal e toda a ação não passou de uma manobra política.

“Uma vez que, pelo que entendi ao assistir as seções do julgamento, não houve crime de responsabilidade, acho que o impeachment não passou de uma manobra política de um grupo preocupado em frear os andamentos da operação lava-jato. Além disso, considero um atentado grave à democracia, já que este novo programa de governo (muito conservador) não foi aquele eleito por mais de 50 milhões de brasileiros. É um desestímulo muito grande pra eu voltar às urnas e votar em alguém novamente. Não sei se um dia vou voltar a votar”, disse.

O estudante Alisson Carlos Soares falou que discorda em partes. Para ele, o melhor seria que fossem convocadas novas eleições.

Confira a resposta dos entrevistados.

Ademilton Filho, analista de sistemas – “Sou contra o impeachment. Até agora não foi nada provado contra a presidente, apenas especulações e justamente a pauta do impeachment, que foram as pedaladas, foram legais nada fora da lei. Impeachment foi uma manobra para tirá-la do poder.”

Jannilton F. Silva, estudante. “Sou contra, porque de forma geral, agora acredito que os menos favorecidos vão ficar ainda mais desfavorecidos”.

Wilson Neto, farmacêutico-  “Não sou direita, nem esquerda. Opto por um brasil mais honesto, mesmo sabendo que em todo canto existe corrupção. Eu respondo que sou a favor do impeachment apenas por querer um partido diferente do PT, que já teve muitos anos de oportunidade. Se o atual governo temer será bom ou não, só me resta arriscar”

Hércules Moraes, professor – “Sou contra o impeachment, porque não me foi convincente que a ex-presidente Dilma tenha cometido algum crime fiscal. Pelo contrário, percebi a briga política pelo poder fora do pleito eleitoral. A todo custo,  alguns demonstraram o único interesse de removê-la do poder por interesse político/partidário”.

Alisson Carlos Soares do Nascimento, estudante -  “Eu sou contra por um lado, porque eu sou a favor de novas eleições não concordo que Michel Temer saia ganhando nisso tudo!”

Nathalia Oliveira Pinto, Estudante – “Acho que tinha que sair mesmo, mas tem que sair todo mundo que fez coisa errada.”

Gabriella Mendes Pereira de Sousa – “Minha opinião: foi golpe”.

Adonildo Marques da Silva Neto, estudante – “Foi Golpe”.

Eric Montenegro Sales, Técnico de Informática – “Não foi golpe”.

Joele Marques, técnica em segurança do trabalho – “Não foi golpe. Eu acho todos os políticos farinha do mesmo saco quando se trata de Brasíli. Um pior que o outro, resumindo, ladrões”

Lucas Matheus Oliveira de Queiroz, Estudante – “Sou Contra, por todos os motivos que já estamos exaustos de falar”.

Philipe Gregório, farmacêutico – “A favor. Além de ela ter cometido crime fiscal, a crise e a lava jato prejudicaram ainda mais a continuidade do seu cargo. Ela já não estava mais conseguindo se manter no governo. Muito roubo na Petrobras. Na verdade nenhum ali presta, nem Temer”.

Breno Frade, Bacharel em Direito – “A favor do impeachment. Todo e qualquer crime cometido, seja ele qual for o cargo político, deverá sim ser julgado de acordo com a lei”.

Maria Fernanda Cardoso de Holanda, estudante – “A situação caótica que estamos vivendo atualmente no país é de responsabilidade da presidência da República. Se um cidadão age errado em um setor ou gestão de uma empresa, é demitido! Então, pelas pedaladas, petrolão, lava jato, mentiras para se reeleger, e por outras bombas que irão aparecer, sou a favor do impeachment”.

Relacionadas