segunda, 20 de maio de 2019
Política
Compartilhar:

Governo da Paraíba quer diálogo sobre a Lei de Diretrizes Orçamentárias

Alexandre Kito / 21 de novembro de 2017
Foto: Divulgação
Em solenidade na manhã dessa segunda-feira, Ricardo Coutinho (PSB) afirmou que pretende reabrir a mesa de conversações para apresentar dados e comprovar que, apesar da crise econômica que tem afetado o Estado, o duodécimo do poderes da Paraíba tem tido aumento a cada ano, com exceção da Assembleia Legislativa, que vai contar com menos recurso no próximo ano. Ele não deixou claro quando vai colocar em pratica esse debate. Já são três ações impetradas na Justiça que suspendeu a tramitação do Projeto de Lei Orçamentária Anual (LOA) para 2018.

Ricardo Coutinho fez um apelo para que os poderes tenham compreensão do orçamento que foi previsto na LOA. “Eu vou, em um determinado momento, demonstrar com clareza, sem subterfúgio, com dados e só com dados, e todo mundo vai ver a evolução do duodécimo de 2010 até hoje, que é significativa. Não posso tirar de onde não tem. Eu sei da importância do Judiciário e sou o governador que mais ampliei o duodécimo dos poderes, agora eles têm que entender. A Paraíba não fabrica dinheiro e nós estamos vivendo uma crise. Peço compreensão principalmente pela população”, justificou o governador.

O socialista disse ainda que o Poder Judiciário está recebendo 96% do orçamento que foi previsto para este ano, ao passo que o Poder Executivo não vai receber nem 78%. Ele classificou as ações da Justiça de suspender a tramitação da peça de imposição e alegou que a população precisa participar dessa discussão. “A receita do Executivo vai ser inferior ou igual. Enquanto o Poder Judiciário cumpre este ano aquilo que foi idealizado. Eu debato com qualquer um em cima dos números. Não vai resolver nada na base da imposição. Além do mais, é preciso colocar a população nessa discussão que é imensamente superior a quem está debatendo”, disse.

As declarações do governador Ricardo Coutinho aconteceram durante a entrega do Residencial Vista Bela I no bairro de Mangabeira, em João Pessoa. O residencial entregue recebeu investimentos de aproximadamente R$ 6 milhões, em parceria com o Governo Federal, e possui 64 apartamentos destinados aos trabalhadores do comércio. Todos os apartamentos são adaptáveis para pessoas com deficiência e idosos.

Relacionadas