domingo, 17 de novembro de 2019
Política
Compartilhar:

Governador da Paraíba considera positivo encontro com presidente

André Gomes e Luís Eduardo Andrade / 25 de maio de 2019
Foto: Secom-PB
O governador da Paraíba, João Azevedo (PSB), avaliou a reunião com o presidente Jair Bolsonaro (PSL), no final da manhã, de ontem, em Recife, muito proveitosa para a região Nordeste. Segundo ele, uma das conquistas foi conseguir resgatar à importância da Superintendência do Desenvolvimento do Nordeste (Sudene) como promotora do desenvolvimento da região e como elo de ligação, juntamente com o Ministério do Desenvolvimento Regional, para atração de capital privado.

Além disso, ele destacou a aprovação da proposta dos governadores para destinação de 30% dos recursos do Fundo de Desenvolvimento do Nordeste (FNE) para financiar a infraestrutura dos estados nordestinos e que o Banco do Nordeste do Brasil (BNB) irá aumentar em R$ 4 bilhões o volume de investimentos na Região.

“Se o Fundo, hoje, fez um investimento em torno de R$ 47 bilhões e tem um crescimento, imagina-se aí que serão R$ 15 bilhões que estarão disponíveis, nos próximos anos, para a gente fazer investimentos na infraestrutura”, comentou o governador.

De acordo com João Azevêdo a proposta ainda precisa de algumas alterações no regulamento, mas que a exemplo dos outros Estados da Federação, os da região Nordeste também vão poder utilizar esses recursos para infraestrutura. “E a outra boa notícia foi o aumento dos R$ 4 bilhões que o BNB prevê, para que possamos utilizar R$ 3 bilhões desses R$ 4 bilhões também em infraestrutura”, comentou o governador.

Durante a reunião, que ocorreu no Instituto Ricardo Brennand, em Recife, e parte integrante da reunião Conselho Deliberativo (Condel) da Sudene, houve a aprovação do Plano Regional de Desenvolvimento do Nordeste (PRDNE) e no atendimento da reivindicação dos gestores do Nordeste em ações voltadas para a infraestrutura dos Estados.

Além da presença do presidente da República, Jair Bolsonaro e do governador João Azevêdo, o evento contou com a presença de ministros do Governo Federal e dos demais governadores do Nordeste e de Minas Gerais: Flávio Dino (PCdoB-MA), Wellington Dias (PT-PI), Camilo Santana (PT-CE), Fátima Bezerra (PT-RN), Paulo Câmara (PSB-PE), Renan Filho (MDB-AL), Rui Costa (PT-BA) e Romeu Zema (Novo-MG).

Na ocasião, o chefe do Executivo da Paraíba evidenciou a conquista dos governadores do Nordeste que conseguiram assegurar 30% dos recursos do FNE da Região para obras de infraestrutura. “Nós esperamos que com as alterações necessárias na Legislação tenhamos um resultado efetivo porque garantiremos o financiamento de ações prioritárias”, destacou.

O socialista também destacou o aumento de R$ 23,7 bilhões para R$ 27,7 bilhões de recursos do BNB que também serão destinados, prioritariamente, para a infraestrutura. “Pelas projeções, serão mais R$ 4 bilhões, sendo R$ 3 bilhões também para a infraestrutura. Agora, nós vamos agilizar os projetos e apresentar ao banco. Hoje, nós saímos daqui com a possibilidade de termos parte das ações prioritárias previstas dentro desse Plano com alguma fonte de financiamento”, declarou.

Bolsonaro



O presidente da República, Jair Bolsonaro, falou da satisfação de participar da reunião e colocou os ministros do Governo Federal à disposição dos governadores no sentido de assegurar benefícios e justiça social para a Região. “Nós precisamos estar unidos para atingirmos um futuro maior, que é o destino do Brasil. O que nós queremos é que os nossos filhos sejam melhores do que seus pais porque só assim teremos a certeza de que venceremos etapas e colocaremos o Brasil no lugar de destaque que ele merece”, afirmou.

O ministro do Desenvolvimento Regional, Gustavo Canuto, afirmou que o PRDNE foi pensado em eixos estratégicos e estruturantes para o desenvolvimento dos municípios. “Investindo dessa forma, as pessoas terão acesso mais fácil às políticas públicas, à saúde, à educação, ao saneamento básico e recursos hídricos. Além disso, o Fundo Constitucional de Financiamento do Nordeste, que já vem ajudando pequenos agricultores e empreendedores, terá uma nova linha e um novo aporte adicional”, explicou.

O superintendente da Sudene, Mário de Paula Guimarães Gordilho, afirmou que a elaboração do PRDNE é resultado de um trabalho conjunto e terá vigência imediata. “Esse será um instrumento que se propõe a monitorar a política de desenvolvimento regional e foi apresentado a todos os governadores da nossa área de atuação que tiveram a oportunidade de contribuir com o encaminhamento de projetos indicativos. A Sudene volta a ter seu papel de protagonismo em ações fundamentais para o crescimento do Nordeste e de sua população”, comentou.

Os secretários Deusdete Queiroga (Infraestrutura, dos Recursos Hídricos e do Meio Ambiente); Luís Tôrres (Comunicação Institucional); Gilmar Martins (Planejamento, Orçamento e Gestão); Marialvo Laureano (Fazenda); Fábio Andrade (Procurador-geral do Estado); e Ronaldo Guerra (chefe de Gabinete) acompanharam o governador na reunião do Condel.

Eixos estratégicos



O Plano Regional é um instrumento de ação da Sudene para a realização da missão de promover o desenvolvimento includente e sustentável de sua área de atuação e a integração competitiva da base produtiva regional na economia nacional e internacional. Ele está dividido em eixos estratégicos: inovação; desenvolvimento de capacidades humanas; dinamização e diversificação produtiva; segurança hídrica e conservação ambiental; desenvolvimento social; e desenvolvimento institucional.

O Plano aborda as alternativas de financiamento, que incluem o uso combinado das fontes; complementariedade entre as fontes regionais e nacionais; maior acesso aos fundos regionais por empresas sem disponibilidade de garantia real; e incentivo às concessões privadas, incluindo PPPs.

Relacionadas