sábado, 08 de maio de 2021

Política
Compartilhar:

Gleisi Hoffman e Vera Lúcia visitam a Paraíba para buscar apoios

André Gomes / 12 de julho de 2018
Foto: Reprodução
A presidente nacional do PT, a senadora Gleisi Hoffmann, desembarca nesta quinta-feira (12) na Paraíba e deve bater o martelo sobre o apoio do partido a pré-candidatura de João Azevêdo (PSB) ao Governo da Paraíba nas eleições deste ano. Depois de se reunir com a executiva estadual, a presidente terá uma conversa com o governador Ricardo Coutinho (PSB), na Granja Santana.

No encontro, Gleisi deve pedir o apoio de Ricardo a pré-candidatura do ex-presidente Lula a presidente da República. E se receber um sim, abençoará a presença do PT na coligação encabeçada pelo PSB na disputa pelo Governo do Estado.

Em João Pessoa, a senadora também conversará com a imprensa durante entrevista coletiva. De acordo com o presidente estadual do PT, Jackson Macêdo, a estadia de Gleise no Estado deve ser encerrada às 15h30, quando deve embarcar para Salvador, na Bahia.

“Nós estamos conversando com o PSB já faz algum tempo, mas a decisão final vai ser anunciada apenas no encontro do partido no dia 28 deste mês. Logicamente os partidos que compõem o campo democrático e popular, como o PT, PC do B, a própria Rede, têm interesses em participar da chapa majoritária”, destacou Jackson.

O presidente disse ainda que o mais importante é o apoio a pré-candidatura de Lula.

“O governador Ricardo Coutinho tem sido solidário nas questões nacionais, mas nos queremos que essa solidariedade se transforme em apoio eleitoral. Nós precisamos do voto do PSB da Paraíba. Então, Gleisi vem para cá, para construir isso”, afirmou o presidente do PT na Paraíba.

Vera Lúcia visita a Paraíba

A pré-candidata a presidente da República pelo PSTU, Vera Lúcia, estará em João Pessoa, nesta quinta-feira (12), participando do lançamento de sua pré-candidatura e de Rama Dantas ao Governo do Estado. O encontro acontece no auditório do SINTECT/PB, às 18h30.

Antes do lançamentos das pré-candidaturas, Vera Lúcia participará de atividades no COA/Cristo com os carteiros etambém de panfletagem na fábrica Alpargatas, em Santa Rita, no período da tarde.

Vera Lúcia tem 50 anos e é ex-operária. Ela disse, em entrevista Folha, que se eleita desapropriaria cerca de cem empresas e que a Venezuela não serve de modelo. “É um Estado capitalista”, disse.

Ela prega a revolução operária e afirma que o modelo mais próximo do ideal seria o dos cinco primeiros anos após a Revolução Russa, em 1917. De acordo com a pré-candidata, o Brasil precisa de uma revolução socialista. Que tenha como tarefa central organizar a classe trabalhadora. “No Brasil, cem grandes empresários são detentores de 70% da riqueza produzida. É para expropriar? É. Não estamos falando dos pequenos e médios empresários, mas das multinacionais, dos bancos”, destacou.

Sobre as eleições ela disse que a campanha vai ser pobre, como sempre foi, pedindo contribuição para os trabalhadores.

“Não temos condição de fazer uma campanha grandiosa, aí a gente vai e faz do jeito que pode”, afirmou Vera Lúcia. AG

Relacionadas