quarta, 25 de novembro de 2020

Política
Compartilhar:

Gervásio abre o jogo e culpa Maranhão por divergências no PMDB

Mislene Santos / 27 de fevereiro de 2016
Foto: Mislene Santos
O deputado estadual Gervásio Maia (PMDB) abriu o jogo nesta - quinta (25), ao Correio Online, sobre a sua relação com o presidente estadual da legenda, senador José Maranhão. Ele falou ainda sobre o seu futuro político e não poupou críticas ao presidente do partido em João Pessoa e pré-candidato a prefeito da Capital, deputado federal Manoel Junior.

Gervásio afirmou que não tem como permanecer mais no PMDB depois de ser sido ‘escanteado’ em vários momentos refletiram negativamente em a sua vida política e partidária. “Não tenho como me manter ou evoluir dentro do partido numa situação que foi construída pelo próprio José Maranhão”, disse.

Ele lembrou da quebra de acordo para assumir o diretório de PMDB de João Pessoa e a destituição da direção de vários diretórios de em suas bases aliadas. “O partido é um colegiado e eu não posso culpar Manoel (Junior). Eu tenho que culpar o partido, na figura de seu presidente José Maranhão. O partido é colegiado, mas no PMDB quem manda é José Maranhão. Ele dita as normas e todos aceitam e tem sido assim historicamente”, desabafou o parlamentar.

Por fim, atacou o posicionamento de Manoel Júnior dentro do PMDB. Destacou que ele já deixou a legenda e não apoiou a candidatura de José Maranhão para prefeito de João Pessoa em 2012 e nem a, Vital do Rêgo, atual ministro do TCU, para governador em 2014. “O que a gente pode registrar da vida partidária de Manoel Junior é um histórico de deslealdade”, resumiu.


Relacionadas