sexta, 18 de setembro de 2020

Eleições
Compartilhar:

PPS anuncia apoio a pré-candidatura de Cida Ramos à Prefeitura de João Pessoa

Mislene Santos / 19 de maio de 2016
Foto: Assuero Lima
A pré-candidatura da professora Cida Ramos (PSB) a prefeitura e João Pessoa ganhou o reforço do PPS nesta quinta-feira (19). Após um o rompimento político de quase quatro anos, o governador Ricardo Coutinho e o vice-prefeito de João Pessoa, Nonato Bandeira (PPS) estarão no mesmo palanque nas eleições municipais de outubro.

Nonato, que é presidente estadual do PPS, afirmou que não existem arestas pessoais com o governador Ricardo Coutinho. “Nós tivemos visões políticas distintas, em determinado momento, mas nunca houve a falta de respeito e de reconhecimento do trabalho das pessoas entre nós”, declarou. Ele descartou a possibilidade de pleitear a vaga de vice, mas não fechou as portas para o seu partido vir a compor na chapa majoritária. “Vice não se indica, vice se escolhe e no momento certo o partido comandado por Cida fará esta escolha”, ressaltou Nonato Bandeira.

O governador Ricardo Coutinho, disse que as forças progressistas juntas, se referindo ao PPS e PSB, apresentarão um programa de governo que, através de Cida Ramos, tirará João Pessoa do que classificou de paralisia em que o município se encontra.  Ele aproveitou para criticar o tratamento que o prefeito Luciano Cartaxo dispensou a Nonato Bandeira.

“Eu sou daqueles que quando reconheço gente que tem a capacidade de contribuir não me espanto, não o impeço de trabalhar. O gestor que faz isso demonstra a sua mediocridade”, disparou Ricardo Coutinho que ao mesmo tempo elogiou os aliados. “Cida Ramos e de Nonato Bandeira sabem o que é melhor, eles sabem que João Pessoa não pode continuar tendo um governo tão insosso e sem respostas para as demandas da população”, afirmou o socialista.

Já Cida Ramos afirmou  que a chegada do PPS ao arco de aliança do PSB possibilitará a união das forças progressistas em torno de um projeto “vitorioso”. Ela lembrou que, em 2012, Luciano Cartaxo entrou na disputa com apenas 7% das intenções de votos e saiu vitorioso graças ao apoio do PPS e de ex-prefeito Luciano Agra. “Ele (Luciano Cartaxo) foi herdeiro de uma gestão, de um projeto que foi implantada e que mudou a face de João Pessoa. Cartaxo não soube preservar o legado de que foi herdeiro”, arrematou a professora.

Propostas

Durante o evento o presidente do diretório do PPS de João Pessoa, Bruno Farias entregou um documento com 23 propostas. Segundo ele, as sugestões foram ignoradas por Luciano Cartaxo.

 

Relacionadas