terça, 01 de dezembro de 2020

Eleições
Compartilhar:

Nova propaganda deixa rua limpa

Alexandre Kito / 27 de agosto de 2016
Foto: Arquivo
Há dez dias de campanha eleitoral e os eleitores de João Pessoa têm vivenciado um pleito diferente dos anteriores. Logo de início, quem anda pelas ruas, praças e avenidas da Capital tem percebido que os locais permanecem limpos, livres de qualquer divulgação de candidatos. As principais mudanças analisadas nos pontos de João Pessoa são as ausências de placas, cavaletes, standards e outras peças visuais que se acumulavam em eleições passadas, mas que agora estão proibidas.

A maioria dos candidatos vem fazendo mesmo um horário eleitoral gratuito próprio na internet. Em vídeos e postagens, começam a dar o tom da campanha que ainda terá 36 dias.

A Justiça Eleitoral permite que material gráfico seja entregue nas ruas, mas em locais programados das 6h às 22h. Militantes também podem mostrar bandeiras. Porém, outdoors com os candidatos estão vetados, de acordo com a legislação.

Por causa da minirreforma aprovada pelo Congresso Nacional, a lei determina que a propaganda eleitoral possível, hoje, é a carreata, a caminhada, a distribuição de material gráfico (os famosos santinhos).

A divulgação em imóveis particulares só é possível com até meio metro quadrado e mesmo assim há uma limitação do material que pode ser usado - adesivo ou papel. As medidas estão sendo sentidas na poluição visual, mas alguns acreditam que a mudança tem pouco impacto na disputa eleitoral.

Disputa pelo voto migrou para telas

O juiz da 1ª Zona Eleitoral, José Ferreira Ramos Júnior, ressaltou que a campanha saiu das ruas e migrou para o mundo virtual. Ele destacou que as restrições impostas pela minirreforma para as propagandas estão levando ao esvaziamento de eleitores nos bairros e ruas das cidades. Porém, acredita que a divulgação feita através das redes sociais é positiva. “A restrição foi na propaganda, mas temos atualmente 95 milhões de usuários de internet no Brasil. Metade da população está conectada. As restrições foram muitas de fato. Mas, na internet não. Pois, você como candidato pode pedir votos e expressar opinião”, explicou o juiz, que é coordenador da Propaganda Eleitoral de Mídia em João Pessoa.

Ainda não acostumados com as modificações, alguns candidatos estão analisando o início do pleito com empatia e acreditam que está faltando a participação da população nas atividades de campanha.

Contrário aos comentários, o juiz José Ferreira Ramos Júnior disse que ver as mudanças como forma de evolução e não como o fim das ações.

Leia Mais

Relacionadas