sexta, 26 de fevereiro de 2021

Política
Compartilhar:

Caiado diz que falta credibilidade em Lula para falar sobre política; ouça

Francisco Varela Neto / 29 de agosto de 2017
Foto: Reprodução
O senador e ex-deputado federal pelo estado de Goiás, Ronaldo Caiado (DEM), foi o entrevistado desta terça-feira (29) do programa Correio Debate, da rádio Correio Sat/98 FM. O senador revelou que a maior vontade é ser candidato a presidente nas eleições de 2018, para que possa debater com o ex-presidente Luís Inácio Lula da Silva (PT), o qual chamou de "ladrão" e "farsante". Segundo ele, Lula não tem credibilidade para falar em política no Brasil.

"[ser candidato é] A maior vontade da minha vida, se essa fosse a decisão partidária. Eu que o enfrentei em 1989 e ele dizia que eu era defensor de banqueiro. Ninguém deu mais lucro pra banqueiro do que Lula, parte da JBS é do próprio lula, ele não tem credibilidade moral para falar em política no Brasil. Vamos fazer um presidente para acabar com estas corporações que acabam com a máquina pública", revelou o senador.

Ele acrescentou que gostaria muito de que Lula fosse candidato nas eleições. "Eu gostaria de tê-lo como candidato porque a maneira de desmascarar bandido é no debate, é dizendo a que ele é ladrão, que é mentiroso", afirmou.

O senador fez uma análise do momento político do Brasil e disse que não vê no ano de 2017 alguma solução para o país. Segundo ele é um "ano perdido".

"Eu digo muito aquilo que é a realidade, mas eu sou um otimista, mas também não podemos desdenhar como se fosse a curto prazo. Eu não vejo a capacidade de o Brasil se recuperar nesse ano de 2017, é um ano perdido. Existe uma falta de comando do atual presidente, que ao assumir tinha que ter feitos as mudanças que a população clamou, as prioridades não foram atendidas", disse Ronaldo Caiado.

Ouça aqui a entrevista na íntegra.

Relacionadas