quarta, 22 de novembro de 2017
Política
Compartilhar:

Durval proibirá vídeo em plenário e diz que não vai permitir uso político na tribuna

Adriana Rodrigues / 02 de novembro de 2015
Foto: Arquivo
O presidente da Câmara Municipal de João Pessoa, Durval Ferreira (PP), disse nesse domingo que vai proibir a exibição de vídeos pelos vereadores no Plenário da Casa para evitar o acirramento da disputa eleitoral.

A medida será tomada porque, mesmo após ter se reunido com os vereadores que integram a bancada da situação e oposição, pedindo para que não antecipassem à campanha eleitoral e não utilizassem a tribuna para deferir ataques pessoais, o apelo não foi atendido.

Na quinta-feira passada os vereadores Edson Cruz (PP) e Marmuthe Cavalcante (PSD) fizeram a divulgação de um vídeo particular do diretor do Hospital de Emergência e Trauma Senador Humberto Lucena, Edvan Benevides, que chegou a ser veiculado duas vezes na TV Câmara, a pedido dos vereadores. No vídeo, o diretor do Hospital, que é de responsabilidade do Governo do Estado, estaria em uma festa, ostentando condição financeira privilegiada, pelo fato de está passando bem pela crise financeira.

O vídeo foi exibido para reforçar a denúncia feita por um médico, via redes sociais, na semana passada, mostrando que não teria como concluir uma cirurgia ortopédica no Hospital de Emergência e Trauma de João Pessoa por causa dos equipamentos quebrados , dentre eles uma furadeira cirúrgica.

Durval disse que não estava no Plenário da Casa no dia em que houve a exibição do vídeo, porque tinha ido para uma consulta médica. Mas ressaltou que quando retornar do feriado, amanhã, vai voltar a conversar com os vereadores e analisar minuciosamente o caso, principalmente no que diz respeito à agressão pessoal. “Não vamos permitir que esse tipo de coisa continue acontecendo”, comentou.

Relacionadas