terça, 16 de julho de 2019
Política
Compartilhar:

Diplomado, João Azevêdo diz que fará ‘governo aberto’

André Gomes / 19 de dezembro de 2018
Foto: Rafael Passos
Sem esconder a satisfação e a alegria de ter sido eleito governador da Paraíba, o professor João Azevêdo (PSB) defendeu, nessa terça-feira (18) durante cerimônia de diplomação, a unidade do Estado por meio de parcerias com os municípios. Segundo o socialista, não haverá discriminação ou perseguição a gestores ou a eleitores que tiveram uma outra opção de voto nas últimas eleições.

“Fui eleito e agora sou governador da Paraíba, de todos os paraibanos e não vou discriminar ou perseguir quem quer que seja por conta de não ter votado em mim. Quero unir esse Estado e continuar o trabalho de desenvolvimento iniciado pelo governador Ricardo Coutinho. Vamos trabalhar em parceria com todas as prefeituras, sem distinção”, afirmou o socialistas durante a cerimônia de diplomação organizada pelo Tribunal Regional Eleitoral (TRE-PB) no Teatro Pedra do Reino.

Questionado se essas parcerias incluiriam a Prefeitura de João Pessoa, o governador diplomado disse que isso dependerá apenas do prefeito Luciano Cartaxo (PV). “Vamos trabalhar por todos e para todos e isso inclui a Capital do nosso Estado. As parcerias devem acontecer, mas isso depende do prefeito”, destacou.

Sobre o anúncio do restante do secretariado, João disse que deve revelar alguns nomes nesta sexta-feira. “Comunicarei alguns nomes na sexta, mas não serão de todos. Até a próxima semana concluiremos o anúncio dos novos auxiliares”, disse o governador.

João também falou sobre o seu relacionamento com o Governo Federal. De acordo com ele, deve ser um relacionamento institucional, assim como será com os prefeitos aqui na Paraíba. “Esperamos um tratamento justo. O presidente não pode destratar ou desconhecer os estados em que não venceu a eleição. Aqui na Paraíba muita gente votou nele e agora ele é o presidente de todos”, observou.

João garantiu que a Paraíba não irá mais retroceder, pois não tem mais espaços para o oportunismo, demagogia, manipulação, cabresto, a dependência e a ignorância. “Nós vamos manter nos trilhos o vagão do desenvolvimento”, garantiu.

Homenagem

Durante o discurso, o governador diplomado João Azevêdo, prestou uma homenagem aos professores. “Professores orientam deputados, professores formam senadores, professores lapidam governadores, professores falam em nome de muitos ressoando aquilo que muitos não sabem como dizer. Eles são a voz do saber, o eco das memórias livres e sem amarras. Na grande escola chamada Paraíba, milhares de professores nos conduziram até aqui”, disse.

E continuou: “passar pelo teste das urnas requer aptidão, determinação, paixão e disciplina. Existe desprendimento e respeito a diversidade. Hoje nos formamos e estamos prontos para o futuro. Precisamos lembrar desse momento como um dos mais importantes das nossas vidas pela representação plena do estado democrático de direito pela chancela da Justiça Eleitoral”, afirmou durante discurso.

Estiveram presentes diversas autoridades políticas, jurídicas e empresariais. Na ocasião, o empresário Roberto Cavalcanti comemorou o que chamou de coroação de uma cerimônia democrática.

“A democracia é a melhor forma de haver uma heterogeneidade de poder, de forças, de pensamentos, mas que na verdade configure num sentimento de partilhar essas opiniões. Eu vejo com muito otimismo, esperança que tenhamos um país a cada dia mais pujante e que encontre o caminho o desenvolvimento e da geração de emprego e renda”, disse Cavalcanti.

TRE consolida eleição

A cerimônia de diplomação foi presidida pelo desembargador Carlos Martins Beltrão, atual presidente do TRE-PB, ao lado do ex-presidente Romero Marcelo da Fonseca, convidado de honra por ter comandado o processo eleitoral no primeiro turno.

Na cerimônia foram diplomados dois suplentes de cada coligação de deputado estadual e federal; os deputados estaduais, os federais, os suplentes de senador, os dois senadores eleitos, além da vice-governadora Lígia Feliciano (PDT).

Lígia disse que disse que aumenta a responsabilidade para dar continuidade ao trabalho que está transformando a Paraíba. “Vamos trabalhar por mais políticas públicas, sobretudo para as mulheres. Estou muito feliz e preparada para cumprir mais um mandato de vice-governadora”, garantiu.

O governador Ricardo Coutinho também compareceu a cerimônia de diplomação e disse que deixa o governo com ainda mais fôlego do que quando começou.

“A Paraíba está muito melhor do que na época que eu cheguei. Os serviços funcionam de uma forma muito mais eficiente. Os indicadores econômicos do Estado são incomparáveis e no meio de uma crise terrível que esse país assistiu, a Paraíba conseguiu vencê-la. Eu passo um Estado equilibrado, com as contas em dia e bem diferente de um Estado que existia anteriormente”, afirmou.

Ricardo disse ainda que deixa o comando da Paraíba com o sentimento de dever cumprido, consolidado pela vitória de João Azevêdo.

Relacionadas