quarta, 25 de novembro de 2020

Política
Compartilhar:

Dilma e Temer decidem ‘conviver’, mas relação será estritamente institucional

Folhapress / 10 de dezembro de 2015
Foto: Arquivo
O encontro entre a presidente Dilma Rousseff e o vice-presidente Michel Temer durou 50 minutos. Na saída, Temer fez um único comentário e não respondeu a perguntas. Ele afirmou que deve manter com a presidente uma relação institucional, “que seja a mais fértil possível”.

Foi a primeira vez que os dois conversaram depois que Temer enviou à presidente uma carta para dizer que sempre foi um “vice decorativo” e explicitar a desconfiança que Dilma tem em relação a ele e a seu partido, o PMDB.

Segundo a reportagem apurou, Dilma ficou “assustada” com o conteúdo da carta de Temer, mas disse a aliados que é importante “tentar trazê-lo de volta para onde ele sempre esteve, na posição de vice-presidente da República”. Temer, por sua vez, tem dito a interlocutores que não vai adotar uma postura hostil diante de Dilma ou do governo, e que terá que cumprir alguns papéis que competem a um vice-presidente.

A estratégia do governo é evitar a debandada dos seis ministros do PMDB que ainda figuram na Esplanada dos Ministérios e disputar o novo líder do partido na Câmara, Leonardo Quintão (MG), com os grupos de Temer e Cunha.

Leia mais no Jornal Correio da Paraíba.

Relacionadas