terça, 19 de janeiro de 2021

Política
Compartilhar:

Deputados estaduais se articulam para garantir votos e o retorno à Assembleia

Alexandre Kito / 22 de abril de 2017
Foto: Divulgação
Ainda distante do ano eleitoral, que é apenas em 2018, os deputados na Assembleia Legislativa da Paraíba já se encontram preocupados com a reeleição e por isso, já deram início as articulações para permanecer no mandato. As chamadas “dobradinhas” para as eleições proporcionais estão sendo intensificadas e são, inclusive, uma questão de sobrevivência política para os parlamentares. A maioria deles considera que a dobradinha é uma forma de potencializar os votos nos municípios.

O líder da bancada de situação na Casa, Hervázio Bezerra (PSB), admitiu que já intensificou o processo para realizar parcerias que lhe ofereçam votos no pleito do próximo ano. "Não é uma coisa fácil de fazer, mas estamos no ano pré-eleitoral e é justamente nesse período que nós começamos a vislumbrar e percorrer municípios para consolidar a minha eleição e a eleição do meu candidato a governador, além dos deputados federais com os quais farei dobradinhas em diversos municípios”, afirmou o parlamentar.

Tanto o deputado estadual quanto o federal precisam demonstrar à população que têm força. Muitas vezes as dobradinhas são feitas entre eles pela proximidade que se constrói ao longo do mandato. Para 2018, Hervázio Bezerra comentou que deve contar com o apoio do presidente do Legislativo Estadual, Gervásio Maia (PSB) - que tem pretensões de sair como deputado federal na disputa. Gervásio Maia já vem aglutinando lideranças em todo o estado e intensificando o número de aliados para apoiar a sua candidatura.

Os dois parlamentares são colegas de partido e aproximação política deve contribuir para que ocorra a parceria. "Tenho conversado com deputados federais e principalmente com Gervásio Maia, que é meu amigo. Tenho acompanhado a decisão dele e é o pré-candidato com quem tenho o laço mais forte aqui na Casa", disse o líder governista. A socialista Estela Bezerra também já tem percorrido municípios e conversado com lideranças para obter apoio. A deputada acredita que a política requer alianças, mas que devem ser realizadas em torno de programas e não em torno de nomes e interesses pessoais. "É preciso ter uma visão do que se deve ser feito para que se crie a união", disse Estela Bezerra.

Relacionadas