quinta, 21 de janeiro de 2021

Política
Compartilhar:

Deputados apresentam requerimentos inúteis

Adelson Barbosa dos Santos / 31 de março de 2017
Foto: Rafael Passos
Na Assembleia Legislativa, papel comprado com o dinheiro público é utilizado para a impressão de milhares de requerimentos e votos de aplausos aprovados (muitos deles com erros grosseiros de Português) todos os anos no estilo dos vereadores de Sucupira, a lendária cidade administrada por um prefeito corrupto- Odorico Paraguaçu- da novela “O Bem Amado”, de Dias Gomes.

Os deputados aplaudem qualquer coisa que possa render um voto, parabenizam eleitores e enchem a pauta com votos de pesar e pedidos que envergonham as pessoas mais atentas. Nada disso resulta no desenvolvimento da Paraíba.

Em vez de perderem tempo com tantas besteiras, deveriam atuar na fiscalização do governo, na cobrança de ações realmente importantes para a saúde, educação, segurança, mobilidade etc. É bom ficar claro que há deputados que apresentam projetos importantes e que o “besteirol” não parte de todos eles.

Como se não bastasse a polêmica em torno da vereadora Luciene de Fofinho (PSB), da cidade de Bayeux, que apresentou voto de aplauso a um grupo de Whatsapp do qual participa, o deputado João Gonçalves (PDT) fez a mesma coisa. Apresentou voto de aplauso na Assembleia ao mesmo grupo homenageado pela Câmara de Bayeux.

Já pensou se a onda pega e todos os grupos de Whatsapp ganham votos de aplauso do Poder Legislativo da Paraíba? O requerimento de João Gonçalves deve ser votado na próxima semana.

O deputado afirmou que não está preocupado em ser criticado por homenagear um grupo de pessoas que interagem através de um aplicativo na internet.

“São aprovados votos para programas de rádio e TV diariamente. Isso é o mundo moderno. Onde o povo estiver, eu estarei. Fica apresentado, espero a acolhida quando for colocado em votação. Digo que tantos outros grupos merecem também o mesmo voto de aplauso”, afirmou João Gonçalves. Ele destacou que o grupo com 300 pessoas presta auxílio à população de Bayeux e merece reconhecimento.

Relacionadas