sábado, 19 de setembro de 2020

Política
Compartilhar:

DEM se reúne para avaliar possibilidade de candidatura própria em JP

Adriana Rodrigues / 29 de abril de 2016
Foto: Arquivo
A executiva estadual do Democratas se reuniu nessa quinta-feira (28), na sede do partido em João Pessoa, para avaliar o quadro político da disputa eleitoral deste ano na Paraíba, na qual pretende lançar candidatos a prefeito em mais de 50 municípios, e decidiu analisar a possibilidade de ter candidatura própria também na Capital.

De acordo com o deputado federal Efraim Filho, diante das mudanças ocorridas no cenário para disputa eleitoral na Capital, com a retirada pelo PSB da pré-candidatura de João Azevedo, o Democratas decidiu realizar uma pesquisa para definir qual será o papel do partido e qual nome poderá apresentar para disputar.

Os nomes que serão colocados à disposição pelo Democratas e para serem submetidos a pesquisa de intenção de votos são o do próprio deputado e do vereador Raoni Mendes, que preside o partido na Capital.

Efraim Filho justificou a decisão tomada, além do novo fato que pegou todos de surpresa, a própria experiência e credibilidade do Democratas, que conforme ressaltou, passou a ser uma força política importante na Capital.

“Esta decisão não significa que teremos candidatura própria, mas que vamos avaliar as possibilidades, mostrar nossa capacidade e definir dentre os nossos melhores quadros quem está mais qualificado para disputa. Não só para lançamento de candidatura, mas também para apresentar o nome para coligação”, afirmou o parlamentar, revelando que o resultado da pesquisa deve ser divulgado até 20 de maio.

O presidente estadual da legenda, Efraim Morais, que também é secretário de Governo, disse que reunião faz parte do calendário de atividades do partido, que se reúne mensalmente para avaliar os cenários, os fatos políticos e traçar estratégias eleitorais. Segundo ele, nas eleições de 2 de outubro o Democratas deve duplicar o número de prefeituras na Paraíba, saindo de 23 para mais de 50.

“Hoje nós contamos com mais de 50 pré-candidatos a prefeito, temos que avaliar os cenários políticos desses municípios e traçar estratégias para fortalecer ainda mais essas pré-candidaturas e aumentar a bancada de vereadores”, comentou.

Em relação à decisão do PSB, em retirar a pré-candidatura de João Azevedo à Prefeitura da Capital, Efraim Morais preferiu não entrar em detalhes, afirmando que é um assunto de organização interna da legenda. Mas revelou, no entanto, que não foi comunicado a respeito, ressaltando que todos do seu partido foram pegos de surpresa.

O Democratas já havia declarado apoio a pré-candidatura de João Azevedo e até trabalhava com a possibilidade de indicar o vice na chapa encabeçada pelo socialista, como ocorreu na disputa de 2012. Agora, com está posição, passa a trabalhar com a possibilidade de ter candidatura própria na Capital, caso o projeto do PSB não decolar.

 

Relacionadas