domingo, 24 de janeiro de 2021

Política
Compartilhar:

‘Decisão de Cartaxo é irrevogável’, diz Zennedy Bezerra

Gabriel Botto / 03 de março de 2018
Foto: Assuero Lima
As intenções do senador Cássio Cunha Lima em tentar convencer Luciano Cartaxo a voltar atrás e reconsiderar uma possível candidatura a governador da Paraíba deve ser frustrada. Pelo menos foi o que declarou o secretário de Articulação Política de João Pessoa e presidente estadual do Partido da Mobilização Nacional (PMN), Zennedy Bezerra, ontem durante entrevista ao programa radiofônico Correio Debate, da 98 FM.

Zennedy garantiu que a decisão do gestor pessoense é irreversível. “A tomada de decisão de Luciano foi responsável. Ele administra João Pessoa, Capital da Paraíba, e uma posição como essa afeta diretamente a administração pública municipal. Ele tomou a decisão de permanecer na prefeitura e essa decisão é irrevogável e não haverá retorno sobre isso”, enfatizou.

Ainda segundo Zennedy, o prefeito Cartaxo não guarda nenhuma mágoa dos políticos da oposição. Para ele, Cássio e Maranhão têm suas decisões e elas são legítimas. “Nenhuma mágoa com nenhum ator político. Todas as posições são legítimas, tanto do MDB do senador José Maranhão, como do PSDB de Cássio, que já havia definido no dia 19 de janeiro pela candidatura de Romero Rodrigues, e que o prazo, portanto, não seria no dia 31 de janeiro. Então não há nenhuma mágoa nesse sentido. Todos os posicionamentos são legítimos e nós respeitamos a tomada de decisão de todos”, pontuou.

Sobre a relação de Luciano Cartaxo com o vice-prefeito Manoel Junior, Zennedy Bezerra garantiu que continua a mesma. Ele entende que os políticos devem se reunir e manter o diálogo em torno da administração da Capital.

“O prefeito Luciano e seu vice Manoel Junior foram eleitos em 2016 com 60% dos votos válidos para administrar a prefeitura de João Pessoa. Manoel Júnior é um elemento importantíssimo no quadro da prefeitura e vem dando uma contribuição inequívoca com a administração de Luciano. A relação é a melhor possível, vamos ouvi-lo. O prefeito está em contato com Manoel Júnior e creio que não há arranhão nessa relação”, relatou o secretário de articulação política da PMJP.

Já sobre o futuro do partido que comanda, o PMN, Zennedy destacou que “assim como os outros partidos, o PMN vai se reunir com sua executiva, com seu diretório para avaliar o quadro e ver qual posição tomar daqui para frente”, destacou.

Aguardando candidatos

Zennedy destacou ainda que a posição de Cartaxo agora é neutra e o momento é de analisar as candidaturas para só depois assumir um lado. “A gente vai aguardar o desdobramento dessa tomada de decisão de Luciano e vamos esperar quais serão os candidatos, só assim, depois disso, avaliar o quadro no nosso próprio tempo, até as convenções em agosto. Vamos aguardar o posicionamento, ver os candidatos, ver os projetos, se há consonância com o modelo administrativo de gestão de Luciano Cartaxo”, explicou.

Relacionadas