segunda, 19 de outubro de 2020

Congresso
Compartilhar:

Após destituição de Benjamin, parlamentares paraibanos devem escolher 2 coordenadores

Alexandre Kito / 29 de abril de 2017
Foto: ARQUIVO
A declaração do senador Cássio Cunha Lima (PSDB) indicando José Maranhão (PMDB) para coordenar a bancada no Senado - separando a orientação das duas Casas - gerou outra polêmica entre os parlamentares. A discussão agora entre eles é a separação das bancadas com a escolha de dois coordenadores.

Os nomes indicados são os de Wilson Filho (PTB), para a Câmara dos Deputados, e o de Maranhão para coordenar a bancada no Senado. A definição não agradou a todos, mas a decisão final deve acontecer na próxima quarta-feira, durante reunião da bancada em Brasília.

O peemedebista José Maranhão já está confiante de que será escolhido para coordenar a bancada composta pelos senadores paraibanos. Antes mesmo da decisão oficial e do consenso, ele já afirmou que vai trabalhar para corresponder as expectativas dos parlamentares. “É um gesto de confiança e respeito à minha atuação parlamentar. Sobretudo da forma democrática e serena como trato as questões legislativas. Pois essa é uma questão eminentemente ligada à locação de recurso do orçamento. Vou servir bem a nossa bancada, pois acho que a Paraíba merece o melhor de todos”, afirmou o senador.

Nos últimos anos a bancada esteve unificada e era coordenada por apenas um parlamentar - o último foi o deputado federal Benjamin Maranhão (SD). Com o prazo encerrado, ocorreu um impasse entre eles para definir o novo líder.

O impasse levou os parlamentares a pensarem na escolha de dois coordenadores. Certo de que será um deles, Wilson Filho concordou em dividir o comando com José Maranhão. “Será uma honra, pois com José Maranhão vou a prender a cada dia”, elogiou.

André Amaral (PMDB) também acredita que podem acontecer melhorias com a escolha dos dois. “O importante mesmo é a bancada está organizada e trabalhar de forma conjunta, deputados e senadores”, disse o deputado.

 

Leia Mais

Relacionadas