quarta, 19 de dezembro de 2018
Política
Compartilhar:

Cartaxo afirma que projeto político de Ricardo Coutinho está superado

Adelson Barbosa dos Santos / 17 de maio de 2018
Foto: Assuero Lima
O prefeito de João Pessoa, Luciano Cartaxo (PV) elevou o tom, nessa quarta-feira (16), em relação às críticas que ele e seu grupo político têm recebido do governador Ricardo Coutinho e do pré-candidato a governador pelo PSB, João Azevedo. Foi durante entrevista ao programa Correio Debate, da rádio 98,3 FM (Correio SAT).

De acordo com Cartaxo, o modelo político e administrativo) do PSB está superado, o que tem deixado Ricardo Coutinho “aperreado e angustiado, porque ele não consegue, sequer, fechar a chapa”.

De acordo com o prefeito de João Pessoa, o governador Ricardo Coutinho não tem a menor coerência porque já fez alianças da A a Z na Paraíba. “Só não fez com o Psol, porque o partido não quer”, pontuou.

Quanto às críticas de João Azevedo ao seu irmão, Cartaxo afirmou que o adversário não tem a menor sensibilidade. Nessa quarta-feira (16), Azevedo deu declarações dizendo que Lucélio só tem experiência de administrar bloco de carnaval, ao Picolé de Manga, criada pelos irmãos Cartaxo.

“Ele não sabe o que diz, porque em 2014, o dirigente de bloco de carnaval foi candidato a senador na chapa de Ricardo Coutinho que enxergou em Lucélio um grande parceiro para o Senado”, disse o prefeito, arrematando: “Se nós não tivéssemos fechado aquela aliança (com Ricardo em 2014), ele não teria formado a chapa. Essa é a velha política: quando eles precisam, o aliado é gente boa. Quando não precisam mais, o aliado não presta”.

Convite

O prefeito ainda disse que recebeu recados do PSB querendo conversar sobre as eleições de outubro, com proposta de abrir vaga para sua esposa, Maísa, para vice de João Azevedo. Deixou claro que o esquema do governador ainda aguardou um tempão por uma resposta positiva. Para provar, ele afirmou: “Veja como se comportaram os vereadores (aliados do governador) na Câmara. Como o PSB disse que aceitava conversar comigo, na Câmara a bancada de oposição a mim parou de falar contra”.

Conforme o gestor, o PSB ficou na expectativa do apoio dele. “Mandaram recados”. Segundo ele, vários interlocutores o procuraram, por muito tempo.

"Não tem expressividade"

O prefeito de Patos, Dinaldinho Wanderley (PSDB), disse, nessa quarta-feira (16), que a pré-candidatura de Lucélio Cartaxo ganha espaço no interior. Na visão do prefeito de Patos, Lucélio deve sair bem da Grande João Pessoa, terá apoios importantes dos prefeitos de Santa Rita, Guarabira, Campina Grande e Patos, “com boa aceitação” no Alto Sertão.

As declarações de Dinaldinho também foram dadas ao Correio Debate. João Azevedo, para Dinaldinho, “não tem expressividade”. “Patina aqui e ali e não chega aos dois dígitos nas pesquisas”. Já Lucélio, conforme o prefeito, “apresenta um lado administrativo voltado para o povo”. “Ele foi parceiro do irmão na Prefeitura de João Pessoa”, frisou.

Quanto ao senador José Maranhão, Dinaldinho afirmou que o pré-candidato do MDB “é um homem digno, honrado e direito, mas que já deu sua contribuição e seria”, política e administrativamente para a Paraíba. “É preciso deixar a Paraíba andar”, frisou, acrescentando que não vê problemas de idade em Maranhão, como outras pessoas vêem.

Relacionadas