quinta, 27 de junho de 2019
Política
Compartilhar:

Câmara fará esforço para limpar a pauta, disse presidente

André Gomes / 14 de junho de 2019
Foto: CMJP
Seguindo o exemplo da Assembleia Legislativa da Paraíba (ALPB), a Câmara Municipal de João Pessoa (CMJP) vai realizar um esforço concentrado na próxima semana para votar matérias em tramitação na Casa, antes da apreciação da Lei de Diretrizes Orçamentária (LDO). O presidente João Corujinha (DC), durante entrevista ao Correio Debate, da 98 FM, chegou a cobrar uma maior participação e empenho dos vereadores.

“Vamos nos reunir com os presidentes das Comissões para saber quais as matérias que estão tramitando para que possamos agilizar as votações e levá-las ao plenário. Temos muitos projetos na pauta para votação antes de encerrar esse semestre e por isso, quero a colaboração dos vereadores para que tenhamos as votações até o dia 19, que é a previsão acordada”, afirmou Corujinha.

Durante a sessão dessa quinta-feira (13) da CMJP, os líderes da oposição e situação se revezaram em uma discussão sobre a gestão municipal. O vereador de oposição Leo Bezerra (PSB) criticou a Administração e o prefeito Luciano Cartaxo (PV), enquanto o líder da situação na Casa, vereador Milanez Neto (PTB), rebateu as afirmações destacando os avanços conseguidos pela atual gestão para a cidade.

Leo Bezerra questionou a falta de resposta a seus requerimentos, enviados pela CMJP à Prefeitura da Capital, e citou o retorno obtido através do sistema eletrônico do Serviço de Informações ao Cidadão (e-SIC).

De acordo com o oposicionista, o serviço de informações respondeu que a Prefeitura não vai executar uma de suas emendas impositivas. “A Gestão responde ao e-SIC porque há fiscalização de órgãos como o Tribunal de Contas. O secretário de Saúde afirmou, nesta Casa, que quase 100% das emendas impositivas estariam efetivadas. Quem está mentindo, a resposta do e-SIC ou o secretário?”, indagou.

Leo ainda criticou a falta de fardamento dos agentes de saúde; o abandono de praças; os buracos nas ruas do bairro Padre Zé; e cobrou a formação da comissão criada para analisar as emendas impositivas. “Ela já conta com os membros da Câmara, falta a designação dos membros da Prefeitura”, afirmou.

Em resposta, o líder governista destacou ações da administração municipal. “Será que cabe falar em abandono? Será que ele [Leo] tem visitado o Alto do Mateus, que tem suas ruas calçadas, iluminação 100% em LED e a primeira escola bilíngue? Podemos olhar para os vereadores e dizer que recebemos o Município com uma Unidade de Pronto Atendimento (UPA) e vamos entregar com quatro”, rebateu Milanez Neto.

O líder situacionista ainda elencou as obras de revitalização no Parque Solon de Lucena; a implantação da Villa Sanhauá; a efetivação dos Agentes Comunitários da Saúde; e o desenvolvimento da Guarda Civil Municipal como avanços conquistados pela atual gestão. “Antes, a Guarda cuidava apenas dos prédios públicos. Hoje, contribuem com a segurança da cidade, inclusive com armamento”, ressaltou.

O vereador Carlão (DC) complementou o líder incluindo as obras de revitalização da Avenida Beira Rio e do Parque Arruda Câmara. Humberto Pontes (Avante) elogiou o trabalho do parlamentar na liderança de 19 vereadores da bancada de situação.

Para Marcos Henriques (PT), o setor de manutenção das praças na Capital está deixando a desejar. “Vemos muita precariedade em algumas praças. O prefeito está inaugurando muitas praças, como a 100% inclusiva nos Bancários, e isso é muito importante. Mas, a manutenção das praças deve ser feita com uma periodicidade maior”, avaliou o oposicionista.

Agenda. O presidente João Corujinha ainda vai definir o dia para o esforço concentrado na Casa.

Relacionadas