quinta, 21 de janeiro de 2021

Política
Compartilhar:

Câmara de vereadores de Bayeux segue ação contra Berg Lima

Adriana Rodrigues / 05 de dezembro de 2017
Foto: ASSUERO LIMA
A Comissão Processante da Câmara Municipal de Bayeux (CMB), que investiga a denúncia que pode resultar na cassação do mandato do prefeito afastado Beg Lima (sem partido), aprovou nessa segunda-feira (4), por unanimidade, o parecer pela continuidade do processo que apura infração-político administrativa contra ele.

Segundo o procurador jurídico da Câmara, Aécio Farias, com a aprovação do relatório de autoria da vereadora Fracineide Barbosa de Souza, conhecida como França (Podemos), pela continuidade do processo, será aberta uma nova fase de instrução, para aprofundamento das investigações.

Os próximos passos serão a coleta de depoimentos de testemunhas e do próprio prefeito afastado, que foi solto por força de habeas corpus, concedida pelo Superior Tribunal de Justiça (STJ) na terça-feira passada.

O advogado Raoni Vita, que atua na defesa do prefeito afastado, disse que vê com tranqüilidade o início da instrução processual no Legislativo Municipal. Segundo ele, a partir de agora, Berg Lima poderá apresentar provas que comprovam sua inocência e que foi vítima de uma armação. “Confiamos no julgamento final da Câmara pela improcedência da denuncia”, comentou o advogado.

Berg Lima que passou mais de quatro meses preso no 5º Batalhão da Polícia Militar de João Pessoa, no bairro do Valentina, no dia seguinte ao sair da prisão também virou réu após o pleno do Tribunal de Justiça da Paraíba receber a denúncia oferecida pelo Ministério Público Estadual sobre o vídeo em que é flagrado supostamente recebendo propina a um empresário.

Relacionadas