sábado, 08 de maio de 2021

Política
Compartilhar:

Justiça manda Câmara de Cabedelo pagar salário a vereadores afastados

Alexandre Kito / 28 de junho de 2018
Foto: Reprodução
A Câmara Municipal de Cabedelo vai realizar um estudo para analisar a possibilidade de pagar a todos os vereadores. Nessa quarta-feira (27), juíza Giovanna Lisboa Araujo de Souza autorizou o pagamento a apenas três dos vereadores que foram afastados por conta da Operação Xeque-Mate. A Casa terá que pagar R$ 8 mil por mês a cada parlamentar.

Os três vereadores contemplados com o salário foram Antônio Moacir Dantas Cavalcanti Junior, Belmiro Mamede da Silva Neto e Josué Pessoa de Goes. Mas mesmo assim, segundo a presidente da Câmara, Geusa Ribeiro (PRP), o jurídico da Casa já está analisando a possibilidade de pagar todos os outros sete investigados na Operação. A Casa terá que arcar com os salários de 25 parlamentares, o que ultrapassa os R$ 200 mil mensais.

“Estamos recebendo a decisão para três vereadores, mas já estamos com o jurídico estudando os outros casos, até mesmo para que a gente não receba tantos mandados judiciais, pois todos devem entrar, para chegar a decisão de pagar a todos. Se veio o pedido de três, a Justiça deve dar o ganho para todos”, explicou a presidente. Ao todo, dez parlamentares foram afastados no mês de abril suspeitos de integrarem um suposto esquema criminoso que contava com a participação de agentes públicos no município. Cinco deles permanecem presos.

Geusa Ribeiro justificou que a Câmara Municipal não vai ter qualquer problema financeiro para realizar os pagamentos, já que tem ocorrido cortes para reduzir as despesas na Casa. Porém, a Mesa Diretora ainda aguarda a notificação oficial da Justiça. “Ainda não fomos notificados dessa decisão, mas vamos cumpri-la. É importante destacar que isso não trará nenhuma despesa extra para a Câmara, pois iremos pagar os salários como o nosso próprio orçamento, pois enxugamos a folha que gerou economia e não vai atrapalhar até que o processo chegue ao final.”, explicou.

Atualmente, a Câmara de Cabedelo está em recesso e os vereadores liberados das sessões ordinárias. Os trabalhos no plenário só deverão retornar no mês de julho.

Relacionadas