terça, 19 de janeiro de 2021

Política
Compartilhar:

Câmara de Bayeux decide nesta sexta-feira sobre cassação de Berg Lima

Adriana Rodrigues / 29 de dezembro de 2017
Foto: Reprodução
Sob um forte esquema de segurança, a Câmara Municipal de Bayeux deve decidir nesta sexta-feira (28), a partir das 10h, o destino político do prefeito afastado Berg Lima (sem partido). O plenário da Casa vai julgar a denúncia que pede a cassação do seu mandato por suposta prática de infração político-administrativa.

Para garantir ordem no prédio do Legislativo Municipal durante a sessão, que deve se estender até à noite, o presidente da Casa, Mauri Batista da Silva, o Noquinha (Livres), pediu reforço no policiamento à Polícia Militar e a Guardar Municipal, que farão um esquema especial de segurança para garantia da ordem pública e a votação.

Berg Lima já vai para sessão com dois votos favoráveis a sua absolvição e arquivamento da denúncia contra ele, por falta de provas, como recomenda o parecer da Comissão Processante.

Durante o julgamento o prefeito afastado vai precisar de mais quatro votos para escapar da cassação. Para decretar a perda do mandato do prefeito afastado serão necessários os votos de 12 dos 17 vereadores que integram à Câmara.

Na Comissão, ele obteve os votos da vereadora Francineide Barbosa de Souza, a França (Podemos), que atuou como relatora, e do vereador Jeferson Kita (PSB), presidente da Comissão. Já a vereadora Maria das Neves Gomes Medeiros, a Dedeta (PSD), que é membro, votou pela condenação de Berg.

A defesa do gestor, que está sendo coordenada pelo advogado Roani Vita, alega que ele foi vitima de uma armação.

Relacionadas